Concordância verbal: regra - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Concordância verbal: regra

O que vocês acham dessa regra de concordância verbal?
“Quando ao núcleo do sujeito se juntarem dois ou mais substantivos que possam dar idéia de desdobramento do substantivo, o verbo vai para o plural.”
Ex.: A chama do fogão e do forno apagaram-se repentinamente.
A casa de meus pais e de meu avós continuam intactas.
Fiquei em dúvida quanto ao uso do plural ou do singular.
A autora aponta esse caso para a concordância do verbo com o sentido do sujeito.
Daí a questão.

Arthur Tavares Manaus, Brasil 2K

Para a regra referida ter razoabilidade, seria necessário que tivéssemos a certeza de qual o verdadeiro sentido do sujeito. Tal como estão, as frases que servem de exemplo suscitam dúvidas quanto à singularidade ou pluralidade do sujeito: a chama do fogão e do forno é única ou não; a casa foi dos avós e é também dos pais ou há duas casas?
Não subsistiriam ambiguidades se as frases fossem assim: "a chama do fogão e a do forno apagaram-se"; "a casa de meus pais e a de meus avós continuam intactas".
Portanto, de duas uma: ou a regra está mal enunciada ou os exemplos mal escolhidos.

Teresa Álvares