A sintaxe do verbo espalhar - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A sintaxe do verbo espalhar

Quando procedia à análise da frase «naqueles dias, o pó espalhou-se pelas ruas», tive dúvidas relativamente à função sintática desempenhada pelo segmento «pelas ruas». Hesitei entre o complemento oblíquo e o modificador, sem conseguir chegar a uma conclusão.

Obrigada pela atenção e parabéns pelo trabalho desenvolvido.

Maria Mestre Professora Santiago do Cacém, Portugal 191

O constituinte «pelas ruas» desempenha a função sintática de complemento oblíquo.

O verbo pronominal com o sentido de «lançar-se em todas as direções» (cf. Dicionário Houaiss) pede um complemento com informações de lugar introduzido pela preposição por (cf. Busse, Dicionário sintáctico dos verbos portugueses. Almedina, pp. 215-216), papel que, na frase em análise, é cumprido pelo constituinte «pelas ruas» com a função de complemento oblíquo, como se disse.

Note-se ainda que num uso familiar com o sentido de «cair», o verbo já não pede este complemento:

(1) «Ia a andar de bicicleta e espalhou-se.»

Sem pronome, o verbo usa-se sobretudo como transitivo direto, pedindo, portanto, um complemento direto:

(2) «Ele espalhou a notícia.»

Em nome do Ciberdúvidas, agradeço as suas palavras finais que muito nos estimulam.

Carla Marques
Tema: DT (Dicionário Terminológico) Classe de Palavras: verbo
Campos Linguísticos: Funções sintácticas