A formação do adjetivo inadiável - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
A formação do adjetivo inadiável

Numa ficha de trabalho, foi pedido para referir o processo de formação de palavras do vocábulo inadiável. Esta palavra é derivada por sufixação ou por parassíntese?

Obrigado pela ajuda.

Bernardo Monteiro Estudante Porto, Portugal 42

O adjetivo de dois géneros inadiável – «que não se pode adiar; improrrogável; impreterível; urgente (dicionário de língua portuguesa da Infopédia)  é formado por prefixação: ao adjetivo adiável  que pode ser adiado (ibidem)  juntou-se o prefixo de origem latina in-, prefixo com sentido de «negação, privação» ( Cunha, Celso, Cintra, Lindley. Nova Gramática do Português Contemporâneo. Edições João Sá da Costa, Lisboa, 1984. pp. 87). 

Por sua vez, adiável deriva por sufixação do tema (adiá-) do verbo adiar; o sufixo -vel confere o sentido de «possibilidade ou sofrer uma ação» (Ibidem, pp. 101).

Não se trata, portanto, de uma palavra formada por parassíntese, caso em que a derivação envolve a adjunção simultânea de um prefixo e de um sufixo, como acontece com enraivecer (en-+raiv-+-ecer) e anoitecer (a-+noit-+-ecer).

Sara Mourato
Classe de Palavras: adjectivo