A diferença entre água e águas - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A diferença entre água e águas

Qual a diferença entre usar água e águas?
«Salvo das águas» e «mergulhou nas águas do oceano», porém «caiu à água».

Pode-se dizer «caiu às águas»?

Há alguma diferença?

Flávio Conceição Estudante Casal de Loivos, Portugal 12K

Nos nomes contáveis, como por exemplo mesa, o contraste de número remete para um contraste de cardinalidade, ou seja, o singular refere apenas uma unidade ou um conjunto de unidades que formam um todo se se tratar de um nome colectivo como enxame ou cardume, enquanto o plural refere mais do que uma unidade. Nos nomes massivos, como por exemplo água, o contraste de número tem uma interpretação mais complexa, frequentemente relacionada com uma tipologia ou com uma medida. No caso do substantivo água podemos ter várias interpretações mais imediatas para «duas águas»:

«Estas duas (garrafas de água) são para a mesa do canto.»

«São duas águas muito suaves [dois tipos de água (líquido) suaves, uma pode ser do Luso e outra do Caramulo].»

No exemplo que indica, considero que assim como é possível dizer «O André foi salvo das águas do rio Tejo», também se pode dizer «O André caiu às águas do rio Tejo». Por outras palavras, quando se usa o plural de água, referimo-nos ou a uma unidade ou a uma qualidade de água; em alternativa, reportamo-nos à concentração de água num rio, num lago ou num oceano, caso em que tem como sinónimo o plural de onda («foi salvo das ondas»).

Carla Viana/Carlos Rocha
Classe de Palavras: substantivo