Consultório - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Início Respostas Consultório Campo linguístico: Neologismos
Vicente Martins Professor universitáro Sobral, Brasil 202

Preciso criar um termo relativo ao ato ou à produção de slides (aplicado à educação com a noção de produção de slides para apresentação em sala de aula). Pensei em partir da palavra aportuguesa "eslaide" e gerar "eslaidização". Assim, "eslaidização" seria um neologismo viável ou possível na língua portuguesa? Se não for possível, vocês poderiam me propor um novo termo mais ajuste aos padrões de composição lexical?

Obrigado.

Renato de Carvalho Ferreira Estudante de História São Paulo, Brasil 224

Acerca do termo grego Γοργόνειον (Gorgóneion), há alguma forma aportuguesada registrada e/ou há alguma sugestão de aportuguesamento? Existe ao menos um equivalente em latim a partir do qual é possível se basear?

José Barbosa Reformado Maia, Portugal 357

Não existe a palavra "indignificar" cujo significado seria «tornar indigno» (não confundir com indignar)? Imagino uma frase assim: «Não cometa essa indignidade que só o indignificará.» Fui suficientemente claro? Pode por favor dar-me a sua opinião?

Obrigado.

Manuel Marques Tradutor Lisboa, Portugal 679

Ao ler a ode Nem vã esperança vem, não anos vão, de Ricardo Reis – que reproduzo abaixo –, encontrei no quinto verso a palavra labento. Em vão procurei esta palavra no dicionário eletrónico Priberam e na Infopédia. A minha questão é a seguinte: qual o significado desta palavra?

Muito agradeço, se me puderem elucidar, assim como, se for possível, que expliquem a sua etimologia.

 

«Nem vã esperança vem, não anos vão,

Desesperança, Lídia, nos governa

        A consumanda vida.

Só espera ou desespera quem conhece

Que há que esperar. Nós, no labento curso

         Do ser, só ignoramos.

Breves no triste gozo desfolhamos

Rosas. Mais breves que nós fingem legar

         A comparada vida.»

28-9-1926

Renato de Carvalho Ferreira São Paulo, Brasil 700

Como bem sabido, as terminações -us do latim são, de praxe, transcritas no português como -o para uma enorme quantidade de termos e nomes, tanto da antroponímia como da toponímia. Gostaria de saber, considerando esse dado, se poderíamos admitir que vicus é passível de ser escrito como vico para determinar o termo romano para pequeno assentamento/aldeia e a unidade administração vinculada a este tipo de estrutura urbana. Bem sei que pagus [aldeia; pequena unidade administrativa] já chegou ao português desde muito cedo no português como pago (o que reforça o que disse acima), mas ainda me faltam fontes para vicus, mesmo sabendo que é tendência essa alteração.

William de Assis Revisor de Textos São Paulo, Brasil 837

Quando me refiro à Bíblia, digo que é algo bíblico, leis bíblicas, etc. E quando me refiro ao Torah/Torá? Digo que é algo "toraico"? Leis "toraicas"? E ao Alcorão?

Desde já agradeço pela atenção.

José Carlos Amorim Reformado Lisboa, Portugal 1K

Nas notícias à volta das acusações dos EUA contra a alegada espionagem informática da Rússia na recente campanha eleitoral norte-americana e a respetiva retaliação diplomática, surgiu mais um anglicismo: spearphishing. O termo designa a fraude electrónica contra alvos específicos para obtenção de dados confidenciais de terceiros. Qual poderia ser o equivalente em português?Já agora: e para o termo, também agora muito em voga nos media nacionais, «think thanks»?

Sandra M. Pavlov Brasil 1K

Devo escrever «leitora beta», ou "leitora-beta"?

Carlos Paulino Professor universitário Lisboa, Portugal 5K

Em linguagem técnica inglesa encontra-se frequentemente o termo software library (ou tão-só library quando o mesmo contexto é óbvio) para designar uma coleção/catálogo de códigos de programas computacionais disponibilizados a utentes interessados. As traduções mais usuais são as de «biblioteca de programas», «biblioteca informática», ou simplesmente biblioteca, todas elas assentes em vocábulo que etimologicamente respeita a livros (pelo prefixo biblio-) e, por isso, sujeitas a crítica. Para ladear esta questão, será que é aceitável defender-se o uso do termo "programoteca", já existente em catalão? Ou será preferível optar-se por "programateca"?

João Castro Biólogo Sines, Portugal 4K

É sempre com grande prazer que agradeço o vosso excelente e útil trabalho, que uso frequentemente.

Consultei dois dicionários e não encontrei a palavra "marisqueio", que costumo usar com o significado de «atividade de captura ou apanha de marisco». Também não encontrei uma palavra que a pudesse substituir (por exemplo, "mariscagem"), pelo que peço a vossa ajuda para a encontrar.