Pruriência e pruriente - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Pruriência e pruriente

Como não vejo registado em nenhum dicionário o substantivo "pruriência" — escrita numa recente crónica de Vasco Pulido Valente (in Público de 4/04/2010*) —, mas, tão-só, o adjectivo pruriente («que prure; que coça; que causa comichão; pruriginoso = próprio de prurido»), gostaria de um comentário no Ciberdúvidas sobre esta novíssima palavra. Ou seja: foi mal ou bem “criada” pelo referido cronista (conhecido, e apreciado, aliás, pelo seu excelente português escrito…)?

*«… mesmo assim, transpira do episódio da pedofilia uma certa pruriência, típica de uma religião aflitivamente preocupada com o sexo e perpetuamente transgredindo as suas próprias regras.»

Armando Dias Reformado Lagos, Portugal 2K

A palavra pruriência está bem formada: deriva de pruriente, que ascende ao particípio presente latino pruriens, entis, tal como em tolerante-tolerância, antecedente-antecedência, afluente-afluência. O sufixo derivacional -ncia é um sufixo de grande produtividade em português. O facto de palavras bem formadas não se encontrarem dicionarizadas é relativamente recorrente, conforme constatará da consulta, abaixo, de «Textos relacionados».

Ana Martins
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: substantivo
Áreas Linguísticas: Léxico; Morfologia Construcional