Orações subordinadas substantivas relativas sem antecedente - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Orações subordinadas substantivas relativas sem antecedente

Gostaria de saber como dividir e classificar a frase seguinte: "Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és".

Obrigada.

Flora Ouro Tomar, Portugal 777

O enunciado exibe duas frases complexas, coordenadas assindéticas, com a mesma estrutura sintática:

Divisão:

a) Diz-me oração subordinante / com quem andas oração subordinada  

b) Dir-te-ei oração subordinante / quem és oração subordinada.

O verbo dizer é um verbo transitivo direto que seleciona complemento direto nominal ou oracional.

Neste caso, em ambas as orações, o complemento direto é uma oração subordinada substantiva relativa sem antecedente, em a) com quem andas e em b) quem és. 

Brígida Trindade
Tema: Uso e norma
Campos Linguísticos: Orações