O arabismo suque ou soco - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
O arabismo suque ou soco

Como devemos escrever em português o nome dos mercados cobertos tipicamente árabes: "souk", "souq", ou "suque"? E como pluralizar a palavra?

[...] [E]ncontrei no dicionário da Porto Editora o substantivo soco, com a seguinte definição: «Moçambique: mercado; feira; centro comercial», e com etimologia apontada ao suaíli soko. Será possível que estejam relacionados?

Um muito obrigado.

João G. Pais técnico de relações internacionais Abu Dabi, Emirados Árabes Unidos 2K

Tendo em conta a forma francesa souk e as inglesas souk, suk, sukh e suq, todas elas grafias estranhas ao português, pode criar-se suque, cujo plural será suques. Quanto a soco (homónima de soco, «murro»), confirmo que a palavra se regista como o mesmo que «mercado; feira; centro comercial», em relação ao português de Moçambique. Deve, porém, ficar a ressalva de que as formas portuguesas aqui mencionadas ou são neológicas ou têm uso apenas numa variedade do português, sem tradição lexicográfica noutras variedades. O que aqui se apresenta são, portanto, formas legítimas sem uso efetivo que as enraíze de algum modo na língua.

É também de sublinhar que, em português, o árabe suq deu origem a açougue, cuja evolução semântica lhe impede a possibilidade de servir como equivalente das formas estrangeiras já mencionadas: açougue significa hoje «estabelecimento onde se vende carne», e, sendo assim, a palavra é usada no Brasil como o mesmo que talho.

Carlos Rocha
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: substantivo