Nomes de países das Caraíbas - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Nomes de países das Caraíbas

Alguns dos nomes de países e territórios da região das Caraíbas têm uma multiplicidade de grafias, sendo complicado compreender qual delas adoptar. Se por um lado algumas são pouco usuais, outras são bem portuguesas. Neste caso, quando devemos adoptar os estrangeirismos locais?

As minhas dúvidas prendem-se com os seguintes casos:

— "Anguilla" (inglês), "Anguilha" (português), ou "Anguila" (português)?

— "Antigua e Barbuda" (castelhano), "Antígua e Barbuda" (misto de castelhano e português), ou "Antiga e Barbuda" (português)?

— Curaçao (neerlandês, vindo do português), ou Curação (português)?

— Bahamas (inglês, vindo do cast. «baja mar»), ou Baamas (português)?

— Ilhas Cayman (inglês, usado aparentemente no Brasil), Caymans, Caiman ou Caimã (português brasileiro), ou Ilhas Caimão (português europeu)?

— Dominica, ou Domínica?

— Montserrat (inglês), Monserrate (português), ou Monte-Serrado (como já vi aqui no Ciberdúvidas)?

— Nevis (inglês), Névis (misto de inglês e português), ou Neves?

— Trinidad (inglês, vindo do castelhano), Trinidade (misto de castelhano e português), ou Trindade (português)?

— Turks e Caicos (inglês): Turcos ou Turcas (português) e Caicos ou Caícos (português)?

Desde já, um muito obrigado.

João Pais Estudante Lisboa, Portugal 8K

Anguila: é a forma que ocorre na definição de anguilano no Dicionário Houaiss; é também assim que o nome se encontra registado na versão portuguesa do Código de Redacção Interinstitucional da União Europeia.

Antígua (e Barbuda): forma confirmada pelas fontes consultadas no caso de Anguila.

Curaçau: é a forma registada no Dicionário Houaiss e no Vocabulário da Língua Portuguesa, de Rebelo Gonçalves. Curaçao é a forma neerlandesa, e curação (de cura), uma das etimologias possíveis do nome da ilha. 

Baamas: forma registada no Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, de Rebelo Gonçalves, e no Dicionário Houaiss, cuja nota etimológica não confirma a etimologia proposta pelo consulente, a qual é também a do artigo da Wikipédia em espanhol :

«a orig[em] do top[ónimo] tem sido atribuída à alt[eração] fonética da pal[avra] indígena guanahani, dita pelos colonos ingleses Buhama, daí Bahama(s); o étimo de guanahani para uns é iwa, "fruto", e jhuanani, "moronóbea (tipo de planta)"; para outros, ivananá, "banana", e ani, "não", donde "ilha desprovida de bananas"»

Ilhas Caimão (em português europeu) ou ilhas Caimã ou Caiman (em português brasileiro): a forma europeia está registada na versão portuguesa do Código de Redacção Interinstitucional da União Europeia; quanto às formas brasileiras, só as encontrei na Internet, por exemplo, num artigo da Wikipédia, embora as fontes consultadas nesta resposta sejam omissas sobre este nome ou termos com ele relacionados (gentílicos).

Domínica: forma registada no Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, de Rebelo Gonçalves («Domínica, top[ónimo] f[eminino]: uma das Antilhas»).

Monserrate: forma registada na versão portuguesa do Código de Redacção Interinstitucional da União Europeia; ocorre também no Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, de Rebelo Gonçalves, sem indicação geográfica.

N. B.: Numa resposta, atestamos a forma Monte-Serrado. No entanto, atendendo que mesmo em território português existe um lugar chamado Monserrate (Sintra), não é descabido aceitar a forma Monserrate.

Nevis ou Neves: forma registada na versão portuguesa no Código de Redacção Interinstitucional da União Europeia. Todavia, a forma Neves parece mais apropriada do que as outras, atendendo a que, em espanhol, se recomenda Nieves (cf. Diccionario Panhispanico de Dudas no portal da Real Academia Espanhola) em lugar de Nevis, que é forma inglesa. Acresce que Nevis é anglicização de Nieves, porque o nome original da ilha era Nuestra Señora de las Nieves (ver artigo da Wikipédia, em inglês, sobre St. Kitts and Nevis), ou seja, em português, Nossa Senhora das Neves

Trindade (em Trindade e Tobago): é registado como topónimo no Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, de Rebelo Gonçalves, sem indicação geográfica; no Código de Redacção Interinstitucional da União Europeia também se escreve Trindade, em vez da forma espanhola Trinidad.

Turcas e Caicos: no Código de Redacção Interinstitucional da União Europeia, é desta maneira que se grafa a designação deste território das Caraíbas, dependente do Reino Unido.

Carlos Rocha
Tema: Uso e norma
Áreas Linguísticas: Léxico; Ortografia/Pontuação Campos Linguísticos: Semântica nominal