Metilenotetraidrofolato e metilenotetra-hidrofolato - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Metilenotetraidrofolato e metilenotetra-hidrofolato

Estou às voltas com uma questão recorrente, inserida no contexto do ambiente técnico (áreas médicas, de engenharia, química, biologia...), qual seja o do uso de termos originados em outros idiomas (particularmente o inglês) em nossos textos em português. O que vemos amiúde é a sua tradução literal (na melhor das hipóteses), sem obedecer a um padrão comum, o que acredito ser devido ao fato de o "tradutor" ser alguém de formação técnica e não um especialista no nosso idioma.

Neste contexto – e considerando que tampouco me considero especialista na língua portuguesa – gostaria de perguntar se conhecem referência para regra de tradução de termos em bioquímica. O termo específico para o qual procuro a melhor grafia em português é: methylenetetrahydrofolate reductase, e a tradução que estou adotando é redutase de metilenotetraidrofolato. Todavia, fui questionado acerca da possível existência de hífen no segundo termo, requerendo, portanto, a permanência do h: metilenotetra-hidrofolato ou metileno-tetra-hidro-folato.

Agradeço, desde já, vossa atenção e aproveito para parabenizá-los pelo belo trabalho.

Fernando Lopes Alberto Médico São Paulo, Brasil 5K

Pelo que pude observar no Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, na sua edição brasileira, o antepositivo tetra usa-se sem hífen; se o elemento que se lhe segue é escrito com h inicial, suprime-se esta letra, como acontece em tetraidrocanabinol, formado por tetra + hidro + canabinol. Contudo, o Grande Dicionário da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado, indica que, em termos da química, o elemento tetra se usa com hífen antes de vogal e h.

Quanto aos outros elementos, o Dicionário Houaiss mostra que metileno também não é hifenizado como mostra a palavra metilenodioximetanfetamina; e hidro só o é, se for seguido de palavra começada por h: hidro-halloysita (ou hidro-haloisita). O dicionário de José Pedro Machado não regist[r]a formas com h que permitam confirmar ou contrariar o Dicionário Houaiss.

Parece-me, pois, que há duas formas possíveis, de acordo com os dicionários consultados: metilenotetraidrofolato e metilenotetra-hidrofolato.

Carlos Rocha
Tema: Línguas de especialidade Classe de Palavras: substantivo