«Eleito como» e «considerado como» - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
«Eleito como» e «considerado como»

Um dicionário diz que um dos significados de accredited é «considerado como», o que me parece errado. Tenho ouvido muitos jornalistas dizer «eleito como presidente», «considerado como o melhor atleta», etc.

Estranhei porque julgo que esses dois verbos não pedem a conjunção como. Mas como me esforço por não ser arrogante e admito a hipótese de estar errado, agradecia que me elucidassem. Os erros nos jornalistas são diários, mas num dicionário accreditedreconhecido, autorizado», «a que se dá crédito»]?

Rui Wahnon Tradutor Colares, Portugal 2K

Sobre «eleito como...» e «considerado como», não se pode dizer que o uso da conjunção esteja incorreto ou que seja novidade no português. Com efeito, «considerado como» já se atesta, por exemplo, no século XVI:

1. «... posto que o Amor considerado como apetite carnal seja excesso de um desejo fora da razão...» (Francisco Rodrigues Lobo, Corte na Aldeia e Noites de Inverno in Corpus do Português)

A gramática de Celso Cunha e Lindley Cinta (Nova Gramática do Português Contemporâneo, 1984, p. 147) também atesta esta possibilidade da ocorrência de como:

«... o [predicativo] do OBJECTO pode vir antecedido de preposição, ou do conectivo como:

Quaresma então explicou porque o tratavam por major. (Lima Barreto, TFPQ, 215)

Considero-o como o primeiro dos precursores do espírito moderno. (Antero de Quental, C, 313)»

Com eleger, parece ser esse uso menos frequente ou de atestação menos antiga, se se tiver em conta que, por exemplo, no Corpus do Português, quase só se identificam abonações do século XX:

2. «Marcelo Rebelo de Sousa apadrinhou Carlos Andrade, sexta-feira passada, elegendo-o como o salvador de uma Guarda que "parou no tempo"» (Diário As Beiras, 6/26/1997 in Corpus do Português).

Mas encontram-se ocorrências do século XIX:

3. «Fê-la rainha a ciência e, ao vê-la, a musa elege-a como suprema flor, de entre todas primeira...» (Emílio de Menezes, Últimas Rimas, 1917 in Corpus do Português).

Note-se, porém, que, em 2, o verbo eleger se aproxima mais de nomear do que de «escolher por votação». E é também de assinalar que uma expressão introduzida por como pode significar o mesmo que «na qualidade de...» e, nesse caso, evita-se a nova ocorrência de como, a introduzir predicativo, por razões estilísticas (para evitar repetições):

4. «Como amigo, o João é considerado uma pessoa impecável.»

Em suma, a tradução de «accredited» não está incorreta, mas talvez peque por deixar de lado outra possibilidade sintática, mais económica: a de o predicativo do objeto direto (ver exemplos 2 e 3) ocorrer geralmente sem conjunção nos casos de eleger e considerar.

Carlos Rocha
Tema: Uso e norma
Áreas Linguísticas: Sintaxe Campos Linguísticos: Funções sintácticas