A regência dos vocábulos atenção, atento e atendimento - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A regência dos vocábulos atenção, atento e atendimento

Tenho um pouco de dificuldade com o uso dos vocábulos atenção, atento e atendimento no que diz respeito à regência. Como se usa esses nomes e quais o erros mais frequentes ao utilizá-los?

Viviane Pires Estudante Belo Horizonte, Brasil 15K

Nem sempre é fácil definir regras rígidas de regência, pois o próprio contexto pode justificar o uso de uma regência distinta. Em relação aos vocábulos em apreço, para atendimento, não encontrei indicações específicas, mas a análise dos contextos em que ocorre aponta para o seu uso quer seguido de adjectivo («atendimento personalizado»), quer seguido da preposição a («atendimento ao público»).

Para os vocábulos  atenção e atento, encontrei no dicionário de Regimes de Substantivos e Adjetivos, de Francisco Fernandes, São Paulo, Editora Globo, as seguintes informações:

1. Atenção pode ocorrer com as preposições a, com, para com, sobre; no entanto, levando em conta as ocorrências de uso identificadas a partir de uma pesquisa Google, parece que a preposição sobre não é, hoje, muito usada, ao passo que ocorre a preposição de, em frases como «É preciso chamar a atenção das pessoas para o assunto». A palavra atenção é, sobretudo, usada em expressões mais ou menos fixas, como «chamar a atenção de alguém para alguma coisa; «ter em atenção algo»; «dar/tomar/prestar atenção a algo ou alguém». Pode ainda integrar locuções como «à atenção de», «em/com atenção a».

2. Atento pode ser seguido das preposições a, em, para. Uma passagem pelo Corpus do Português, de Mark Davies e Michael Ferreira (2006-), permite concluir que as regências mais usadas são: com a preposição a, em expressões do tipo «ele está atento aos acontecimentos», ou sem qualquer regência como em «o João é um jovem atento».

Edite Prada
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: substantivo
Áreas Linguísticas: Léxico; Sintaxe