Início Respostas Consultório Campo linguístico: Derivação
Alberto Moura Pesquisador Lisboa, Portugal 261

Gostaria de saber se o uso das terminações -ita em Portugal e -ite no Brasil em palavras como malaquita/malaquite é uma regra consistente. Por exemplo, se vejo um mineral referido apenas como caulinita sem referência ao termo caulinite, posso ainda assim deduzir que no Brasil o termo correto seria caulinite, ou trata-se de uma prática casuísta, em que cada termo terá uma terminação (malaquite, mas caulinita, por exemplo)?

Muito obrigado.

Mário Pereira Leiria, Portugal 507

"Borrada" (de borra) e "burrada" (de burro) podem considerar-se sinónimos, no sentido de «asneira, tolice»?

William de Assis Revisor de Textos São Paulo, Brasil 368

Quando me refiro à Bíblia, digo que é algo bíblico, leis bíblicas, etc. E quando me refiro ao Torah/Torá? Digo que é algo "toraico"? Leis "toraicas"? E ao Alcorão?

Desde já agradeço pela atenção.

Margarida Ferreira Reformada Odivelas, Portugal 839

Nas traduções de inglês para português, começa a aparecer o verbo empatizar e o adjetivo empático. Será aceitável?

Maria Morais Professora Porto, Portugal 651

Gostaria de saber a vossa opinião sobre o processo de formação das palavra justapor. Julgo saber que justa é um prefixo latino, cujo sentido de «ao lado de» poderá não ser imediato para os falantes e por isso ser considerado um eruditismo. Mesmo assim, o elemento justa parece manter as características prototípicas de um prefixo. No vosso entender há fundamento para considerar a palavra justapor como formada por composição? E nesse caso, o elemento justa é visto como radical ou palavra?

Diogo Morais Barbosa Estudante Lisboa, Portugal 845

Quando nos referimos ao discurso de uma pessoa, devemos dizer que o mesmo é "hiper-eloquente", "hiper eloquente", "hipereloquente" ou "híper eloquente"?

Armando Mendes Lisboa, Portugal 438

Pode informar-me se a palavra "interespécies" está corretamente escrita?

A minha dúvida tem a ver com o facto de não saber se se enquadra na «nas palavras compostas que designam espécies na área da botânica e da zoologia» as quais mantêm o hífen.

Virgínia Caldeira Editora Lisboa, Portugal 475

Num livro que me chegou às mãos encontrei a frase «...no microcosmos da binaridade...» Não será antes "binariedade"? Fiquei na dúvida.

Pode ajudar, por favor?

Helena Martins Professora Lisboa, Portugal 352

Gostaria de saber se a palavra caverna é uma palavra simples ou se é formada a partir da palavra cavidade.

João Carlos Amorim Reformado Lisboa, Portugal 1K

Tropeçando há dias num artigo de opinião intitulado "Os efeitos da Turistificação de Lisboa" (jornal Público, 25/11/2016), e como o encontrei dicionarizado, pergunto: "turistificação" está bem formado? E, se sim, então também é aceitável o verbo "turistificar"? Agradeço um comentário a mais este(s) termo(s) do... "turistiquês" .

P.S. — No mesmo artigo vinha outra palavra, "gentrificação" que, confesso, também desconhecia de todo.