Uma notícia cheia de pecadilhos... evitáveis - Pelourinho - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Início Português na 1.ª pessoa Pelourinho Artigo
Uma notícia cheia de pecadilhos... evitáveis
Uma notícia cheia de pecadilhos... evitáveis
Défice de revisão minimamenta atenta

O extrato ao lado ilustrado transcreve uma notícia  do Jornal Económico do dia  edição de 2/10/201 não favorece quem a redigiu – tantos os erros em pouco mais de uma dúzia de linhas. Vejamos:

«O encontro tem sido marcado sobre a possibilidade de ser jogado à porta fechada […]. Devia ser: «A preparação do encontro tem sido marcada pela possibilidade de se fazer à porta fechada […]»?

«[…] confirmou os castigos de uma partida sem adeptos nas bancadas, quer ‘às águias’, como ao Sporting de Braga.» Impunha-se  usar a locução conjuntiva quer…quer…? Separada por vírgulas, claro, como assim já o está.

«Ao contrário de encarnados e bracarenses, o Paços de Ferreira que também havia sido punido com um jogo à porta fechada, aceitou a decisão do CD da Liga […]». Onde está a vírgula antes do pronome relativo que que inicia orações explicativas?

«Não se pense contudo, que as suspensões se aplicam apenas a clubes.» Faltou também a vírgula antes da conjunção contudo.

Uma revisão minimamente atenta evitaria estes pecadilhos... inaceitáveis em letra de forma.

Sobre a autora

Licenciada em Estudos Portugueses e Lusófonos pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e mestre em Língua e Cultura Portuguesa – PLE/PL2.