Zero graus / zero grau - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Zero graus / zero grau

Ouve-se e lê-se com frequência que «a temperatura atingiu zero graus». Pergunto se não será mais correcto dizer «zero grau».

Obrigado.

Carlos Pinheiro Portugal 5K

Em português europeu é frequente o uso de expressões como: «zero graus», «zero valores», «zero horas». O Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências atesta na entrada para «grau» o seguinte exemplo: «Com a chegada do Inverno os termómetros desceram abaixo dos zero graus de temperatura.».

No entanto, de acordo com o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, o português falado no Brasil admite a possibilidade de uso de «zero grau», referindo o seguinte exemplo: «Fez zero grau hoje de madrugada.».

Pode considerar-se, então, que o português europeu adopta a expressão "zero graus", enquanto o português do Brasil adopta a expressão «zero grau».

Porém, o uso que parece correcto é zero graus, argumento confirmado por João Andrade Peres e Telmo Móia no livro "Áreas críticas da língua portuguesa": «... parece-nos ter em conta a prática consagrada de adopção do plural mesmo quando o número inteiro é o '0' – por exemplo, em "zero vírgula um gramas" ou "zero gramas vírgula um" –, independentemente do facto de, na tradução em língua natural, o 'zero' se distinguir do 'um' por impor concordância plural mesmo quando aparece isolado ("zero graus" e não "zero grau" [...]).».

Mafalda Antunes