Três exemplos de frases com expressão partitiva - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Três exemplos de frases com expressão partitiva

Se me permitem, gostaria de colocar várias dúvidas:
1 – «Metade do bolo estava estragado», «ou estragada»? Ou será que ambas estão correctas?
2 – «Mais de metade dos portugueses votou», ou «votaram»?
3 – «Um quinto das mulheres portuguesas fuma», «ou fumam»?
Será que, em algumas circunstâncias, se pode usar indiscriminadamente? Há alguma norma?
Muito obrigado.

João Baptista Portugal 13K

Frase 1

Frase correcta:

«Metade do bolo estava estragada.»
O sujeito desta frase não é o bolo, mas a metade do bolo.
O que estava estragado não era todo o bolo, mas apenas metade.
Se antecedermos o substantivo metade do respectivo artigo definido, teremos a frase:
A metade do bolo estava estragada, e não estragado.

Frase 2

O sujeito é «Mais de metade dos portugueses».
Esta expressão é claramente um colectivo. Por isso, o mais claro é empregarmos o verbo no plural – pelo menos é o que me parece:
«Mais de metade dos portugueses votaram.»
Como vemos, o sujeito é um plural, por isso o verbo vai para o plural: votaram.

Frase 3

A parte principal do sujeito é «um quinto», número singular. Portanto, é preferível o verbo ir também para o singular:
«Um quinto das mulheres portugueses fuma
Suponhamos que dizíamos a frase começando por «das mulheres»:
«Das mulheres portuguesas um quinto fuma».
Aqui, ainda é mais evidente a forma verbal fuma, porque está mais em evidência a parte principal do sujeito: um quinto.

José Neves Henriques