O uso de vós em Portugal - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
O uso de vós em Portugal

Sobre o uso da segunda pessoa do plural, gostaria de saber se ainda é possível, em Portugal, ouvir alguém que não seja do extremo norte utilizar o pronome vós em alguma situação. Sei que o uso dos possessivos (vosso/vossa/vossos/vossas) e dos pronomes oblíquos (vos/convosco) é extremamente comum e recorrente, mas o que dizer do pronome pessoal do caso reto que lhes corresponde? Usa-se o vós na fala coloquial? Com que frequência? E na escrita, é permitido pela norma misturar os pronomes auxiliares do vós com o pronome vocês? Ainda é comum os livros apresentarem os diálogos com o pronome vós? Ele soa estranho ou antiquado para os portugueses? Qual é a percentagem aproximada de portugueses que ainda usam o vós coloquialmente? São muitas dúvidas, mas achei melhor perguntar tudo duma vez em lugar de fazer várias perguntas parecidas.

Hugo Ferreira Estudante Nova Friburgo, Brasil 2K

    A forma de tratamento que usa a segunda pessoa do plural (vós) é de uso muito raro em Portugal, não se empregando na fala coloquial quotidiana. Contudo, é possível ainda hoje encontrar esse registo em formas dialectais, sobretudo no norte de Portugal.

   No que respeita à escrita informal, não é possível a mistura de vós e vocês, uma vez que o primeiro é arcaico e o segundo tomou o seu lugar há muito no registo dos falantes. No entanto, na escrita literária, os dois pronomes podem ocorrer, se o contexto assim o permitir. 

   Pode dizer-se que o seu emprego é limitado, de forma geral, a registos muito formais e litúrgicos. Como diz Lindley Cintra na sua obra Sobre Formas de Tratamento na Língua Portuguesa, «o vós e a 2ª pessoa do plural permaneceram como relíquias de um estádio anterior, nas orações dos cristãos e, de um modo geral, no modo de se dirigir a Deus ou à Virgem: 'Pai Nosso, que estais no céu [...]; Bendita sois vós entre as mulheres'.»

Maria Eugénia Alves
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: pronome