O uso de negligente, imprudente e temerário nas regras do futebol - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
O uso de negligente, imprudente e temerário nas regras do futebol

Gostaria que me esclarecessem a questão colocada de seguida.

No livro Laws of the Game, edição 2009/2010, da FIFA (Federação Internacional de Futebol), na página 32, aparece a expressão: «A direct free kick is awarded to the opposing team if a player commits any of the following seven offences in a manner considered by the referee to be careless, reckless or using excessive force:

(...)

tackles an opponent.»

Mais à frente, na página 109 do mesmo livro, são esclarecidos os conceitos de careless e reckless do seguinte modo:

«Careless means that the player has shown a lack of attention or consideration when making a challenge or that he acted without precausion. No further disciplinary sanction is needed if a foul is judged to be careless.

«Reckless means that the player has acted with complete disregard to the danger to, or consequences for, his opponent. A player who plays in a reckless manner must be cautioned (nota: advertido com cartão amarelo).»

Assim, considerando que a acção careless não tem qualquer punição disciplinar e reckless» tem a punição disciplinar de advertência (em futebol significa a exibição por parte do árbitro do cartão amarelo), pergunta-se: qual deverá ser a tradução para português das palavras careless e reckless tendo em conta também a graduação da gravidade das sanções?

Antecipado agradecimento pelos esclarecimentos à questão suscitada.

Vítor Pereira Gestor de recursos humanos Lisboa, Portugal 5K

Uma tradução em português europeu (As Regras do Jogo 2008/2009 da Federação Portuguesa de Futebol) das regras da FIFA apresenta a primeira das passagens em causa assim (não tem havido alterações nessa parte do texto nas últimas edições):

«Um pontapé-livre directo será concedido à equipa adversária do jogador que no entender do árbitro cometa, por negligência, por imprudência ou com força excessiva, uma das sete faltas seguintes: [...]»

Donde se infere que, em Portugal, os adjectivos careless e reckless se traduzem por negligente e imprudente.

Já na tradução brasileira (Regras do Jogo de Futebol 2009/2010 da Confederação Brasileira de Futebol) lemos o seguinte:

«Será concedido um tiro livre direto para a equipe adversária se um jogador cometer uma das seguintes sete infrações, de maneira que o árbitro considere imprudente, temerária ou com uso de uma força excessiva: [...]»

Em português brasileiro, é, portanto, legítimo referir a maneira como se comete uma falta ou uma incorrecção num jogo futebol como imprudente (careless) e temerária (reckeless), também se usando os substantivos respectivos, imprudência e temeridade.

Carlos Rocha
Tema: Línguas de especialidade Classe de Palavras: adjectivo
Áreas Linguísticas: Léxico; Tradução