O aportuguesamento, a partir do latim, de nomes escandinavos antigos - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
O aportuguesamento, a partir do latim, de nomes escandinavos antigos

Cito abaixo os nomes latinos e seu respectivo nome nórdico, colocando em seguida o nome aportuguesado que sugiro [exemplo: Adelus (Adils/Eadgils) –  Adelo]. Como são nomes não atestados fora da Wikipédia,  preciso do crivo de um linguista para usá-los.

 

* Adelus (Adils/Eadgils) – sugerido Adelo.

* Agnus/Agnius (Agne) – sugerido Agno ou Ágnio.

* Alaricus e Ericus (Alrekr e Eiríkr) – sugerido Alarico e Érico.

* Amundus (Amund) – sugerido Amundo.

* Anundus (Anund) – sugerido Anundo.

* Aunus (Aun) – sugerido Auno.

* Biornus (Bjørn/Bjǫrn/Björn) – sugerido Biorno. Há uso no espanhol e no italiano e há residual uso em português.

* Dagerus/Dagus Sapiens (Dagr Spaka) – sugerido Dagero/Dago, o Sábio.

* Dagnerus (Dyggve) – sugerido Dignero.

* Domalder (Domalde/Dómalda/Domalde/Dómaldi) – sugerido Domaldro.

* Elfus e Inguinus (Alf e Yngve/Alfr e Yngva) – sugerido Elfo e Inguíno.

* Fliolmus/Fiolni (Fiǫlnir/Fjǫlnir/Fjölner) – sugerido Fliolmo.

* Gudrodus (Guðrøðr/Gudrød) – sugerido Gudrodo.

* Hacus (Hake) – sugerido Haco.

* Haldanus (Halfdan) – sugerido Haldano.

* Hugleicus (Hugleik) – sugerido Hugleico.

* Iaroslaus (Jaroslav) – Jaroslau.

* Inglingus (Yngling) – sugerido Inglingo(s) (outro nome familiar), presente em ao menos um dicionário lusófono e obras hispânicas.

* Ingoldus (Ingjald) – sugerido Ingoldo.

* Inguar (Ingvar) – sugerido Inguar, com a possibilidade de também citar Igor, forma como esse nome nórdico antigo foi traduzido para o russo e como chegou ao português depois.

* Iorundus (Jörund/Jørund/Jorund/Eorund/Jörundr) – sugerido Jorundo.

* Iziaslaus (Iziaslav) – sugerido Iziaslau

* Mistislaus (Mistislav) – sugerido Mistislau

* Niordus (Njord) – sugerido Niordo.

* Olegus (Oleg) - Olego ou Olegue, forma que usei por aparecer residualmente em algumas obras lusófonas

* Ostenus/Augustinus (Östen/Eysteinn) – sugerido Osteno/Agostinho; o primeiro é uma latinização das fontes nórdicas, enquanto o segundo foi dado pelas fontes latinas mediterrânicas ao rei sueco que participou nas cruzadas.

* Ottarus (Ottar) – sugerido Otaro.

* Ragualdus (Ragnvald) – sugerido Ragualdo.

* Randverus (Randver) – sugerido Randúero ou Randuero.

* Rostislaus (Rostislav) – Rostislau

* Saxo Grammaticus – sugerido Saxão Gramático.É referido em latim em todas as fontes nórdicas e na literatura moderna. Há algumas fontes em português para Saxão Gramático.

* Scyldingus (Scylding/Skjöldung) – sugerido Escildingo(s) (é um nome familiar, não necessariamente um sobrenome).

* Scyldus/Scildus/Schioldus/Scioldus (Scyld/Skjöld) – sugerido Escildo, Esquioldo e Escildo.

* Sigurdus (Sigurd) – sugerido Sigurdo.

* Solvus/Salvus (Sölve/Salve/Sølve) – sugerido Solvo/Salvo.

* Stenchillus (Stenkil) – sugerido Estenquilo.

* Suercherus/Sverchervs/Swegthir (Sveigðir/Sveigder/Svegder/Swegde/Swerker) – sugerido Suérquero.

* Svetopolcus/Suetopolcus (Svyatopolk) – sugerido Esvetopolco ou Suetopolco

* Svetoslaus/Suetoslaus (Sviatoslav) – sugerido Esvetoslau ou Suetoslau

* Valander (Vanlanda/Vanlande/Vanlandi) – sugerido Valandro.

* Vsevolodus (Vsevolod) – Usevolodo

 

A lista é muito mais extensa, mas acho que com esses vários exemplos é possível ter um panorama daquilo com que estamos lidando. [...] Os que defendem os nomes nórdicos consideram o uso do latim equivocado por não ser uma língua de uso corrente – e por quererem ser puristas em relação ao nomes. Nós, latinistas, visamos o uso do latim, não só por também ter uso nas poucas fontes existentes (algumas das obras nórdicas só sobreviveram na sua versão latina), mas por ser a forma mais eficaz de chegarmos a nomes seguros no português e por melhor atender às demandas dos leitores de nossa enciclopédia, em sua maioria leigos e alunos pré-universitários.

Agradeço imensamente a atenção.

Renato de Carvalho Ferreira Estudante de História São Paulo, Brasil 54

Apresento a lista do consulente com os meus comentários. A única dificuldade, no caso presente, reside no facto de os nomes latinos não se encontrarem dicionarizados, pelo que não é possível verificar a quantidade das vogais, um elemento essencial para definir a correta acentuação em português. Por isso, nos comentários da secção 2, falo na probabilidade de esta ou aquela forma ser a mais correta.

1. Concordo com os seguintes nomes aportuguesados sugeridos na lista (destacados a negrito; a forma latina está em itálico, seguida da escandinava entre parênteses e também em itálico):

Adelus (Adils/Eadgils) – Adelo.

Agnus/Agnius (Agne) – Agno ou Ágnio.

Alaricus e Ericus (Alrekr e Eiríkr) – Alarico e Érico.

Amundus (Amund) – Amundo.

Anundus (Anund) – Anundo.

Aunus (Aun) – Auno.

Biornus (Bjørn/Bjǫrn/Björn) – Biorno.

Domalder (Domalde/Dómalda/Domalde/Dómaldi) – Domaldro

Fliolmus/Fiolni (Fiǫlnir/Fjǫlnir/Fjölner) – Fliolmo.

Gudrodus (Guðrøðr/Gudrød) – Gudrodo.

Hacus (Hake) – Haco.

Haldanus (Halfdan) – Haldano.

Hugleicus (Hugleik) – Hugleico.

Iaroslaus (Jaroslav) – Jaroslau.

Ingoldus (Ingjald) – Ingoldo.

Iorundus (Jörund/Jørund/Jorund/Eorund/Jörundr) – Jorundo.

Iziaslaus (Iziaslav) – Iziaslau.

Mistislaus (Mistislav) – Mistislau.

Niordus (Njord) – Niordo.

Ragualdus (Ragnvald) – Ragualdo.

Rostislaus (Rostislav) – Rostislau.

Saxo GrammaticusSaxão Gramático.

Sigurdus (Sigurd) – Sigurdo.

Solvus/Salvus (Sölve/Salve/Sølve) – Solvo/Salvo.

Stenchillus (Stenkil) – Estenquilo.

Suercherus/Sverchervs/Swegthir (Sveigðir/Sveigder/Svegder/Swegde/Swerker) – Suérquero.

Svetopolcus/Suetopolcus (Svyatopolk) – Esvetopolco ou Suetopolco.

Svetoslaus/Suetoslaus (Sviatoslav) – Esvetoslau ou Suetoslau.

Valander (Vanlanda/Vanlande/Vanlandi) – Valandro.

Vsevolodus (Vsevolod) – Usevolodo.

 

2. Nomes de aportuguesamento incorreto ou discutível, a alterar conforme o comentário:

Dagerus/Dagus Sapiens (Dagr Spaka) – sugerido "Dagero/Dago", o Sábio. É mais provável que a primeira forma seja Dágero (caso o e seja breve) em vez de "Dagero".

Dagnerus (Dyggve) – sugerido "Dignero". De acordo com a fonte latina, deverá ser Dagnero ou (mais provavelmente, caso o e seja breve) Dágnero.

Elfus e Inguinus (Alf e Yngve/Alfr e Yngva) – Elfo está correto, mas a forma "Inguíno" está mal grafada. Terá de ser Inguino, de acordo com as regras da nossa língua. No entanto, é mais provável que a vogal i seja breve, o que daria Ínguino.

Inglingus (Yngling) – é sugerido "Inglingo(s)", mas a forma não deve ter s final: Inglingo.

Inguar (Ingvar) – sugere-se "Inguar" (a par de Igor, pelo russo). Caso o nome seja derivado do nominativo (o que acontece por vezes, vd. Cícero), daria Ínguar.

Olegus (Oleg) – sugerem-se "Olego" ou "Olegue", mas da forma latina só poderá vir Olego.

Ostenus/Augustinus (Östen/Eysteinn) – são sugeridos "Osteno" e Agostinho (este correto). Em relação à primeira forma, é mais provável que o e seja breve, o que daria Ósteno.

Ottarus (Ottar) – É mais provável que o a seja breve, o que daria Ótaro.

Randverus (Randver) – são sugeridos "Randúero" ou "Randuero", mas Randuero ocorre em italiano – por exemplo, em Virginio Soncini, Storia della Scandinavia, 1825 –, pelo que a forma Randuero parece a mais indicada também em português.

Scyldus/Scildus/Schioldus/Scioldus (Scyld/Skjöld) – Escildo e Esquioldo , mas a quarta forma deverá ser Escioldo.

Scyldingus (Scylding/Skjöldung) – é sugerido "Escildingo(s)", mas a forma correta é Escildingo, sem o s final.

Gonçalo Neves
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: nome próprio
Áreas Linguísticas: Fonética; Morfologia; Tradução Campos Linguísticos: Estrangeirismos