Gentílico de Aldeia Viçosa (Guarda, Portugal) - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Gentílico de Aldeia Viçosa (Guarda, Portugal)

Procurei o gentílico para os habitantes da minha freguesia, Aldeia Viçosa, no concelho da Guarda, e não encontrei nenhuma resposta. Assim, peço a vossa ajuda para o meu raciocínio.

1.º Não poderá haver um gentílico com base na etimologia, nem nas raízes históricas, uma vez que esta aldeia se chama: Aldeia de Santa Maria de Porco, mais tarde Porco. Foi na primeira metade do séc. XX que o presidente da Junta alterou o topónimo para o atual Aldeia Viçosa.

2.º A um habitante de Vila Viçosa, dá-se o nome de vilaçosense.

Assim, por analogia, poderíamos atribuir o gentílico de "aldeiaçosense" a alguém de Aldeia Viçosa. Ou "aldeiaviçosense"?

Obrigado.

Luís Prata Formador/autarca Guarda, Portugal 5K

Tem sentido o que propõe o consulente, mas eu sugeriria aldeia-viçosense (forma não atestada), pelas seguintes razões:

– assim como os gentílicos de topónimos que incluem o substantivo vila se formam com essa designação toponímica seguida de hífen (Vila Real > vila-realense; cf. Rebelo Gonçalves, Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa, 1947, pág. 216), também neste caso se pode empregar aldeia com hífen, donde aldeia-viçosense;

– em alternativa, poderia pensar-se na forma aldeviçosense, tendo em conta que existem (ou existiam) alguns topónimos que incluem aldeia e que veem (ou viam) reduzida esta palavra a alde- quando se trata da formação de gentílicos: é o caso de aldenovense de Aldeia Nova (Serpa) e de aldegaleguense, de Aldeia Galega (hoje Montijo), gentílicos que podem, no entanto, já não corresponder a um processo ativo na língua atual (encontro-os em I. Xavier Fernandes, Topónimos e Gentílicos, Porto, Editora Educação Nacional, 1941, págs. 204);

– o Dicionário Houaiss (2001) regista vilaçosense, mas é preciso assinalar que o Dicionário de Topónimos e Gentílicos do Portal da Língua consigna a forma hifenizada – vila-viçosense –, a par de outras, a saber, calipolense e vilaçorano (tal como faz o Dicionário Houaiss, mas certamente por engano, em vez de vilaçosano; cf. Xavier Fernandes, op. cit., pág. 241);

– embora o Dicionário Houaiss registe ainda a forma vilaçosense, referida pelo consulente, parece-me esta forma ser muito específica de Vila Viçosa e, por isso, pouco adequada a servir de modelo a um novo gentílico como o de Aldeia Viçosa.

Carlos Rocha