«Eu e os meus amigos» vs. «Os meus amigos e eu» - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
«Eu e os meus amigos»
vs. «Os meus amigos e eu»

Posso dizer «Eu e os meus amigos», ou «Os meus amigos e eu»?

Uma falante da língua francesa disse-me que em francês não pode existir a segunda possibilidade[1], mas na língua portuguesa não me soam mal ambas as hipóteses supracitadas. Estarei errada?

Grata pela vossa atenção.

 

[N.E. (1/07/2019) – Trata-se de um equívoco, porque em francês, por uma questão de delicadeza, o recomendado é «mes amis et moi» (= «os meus amigos e eu»), ou seja, o pronome de 1.ª pessoa vem depois da referência a outras pessoas – «ma femme et moi» (= «a minha mulher e eu»), e não «moi et ma femme»). Cf. moi na versão em linha do Dictionnaire Larousse)].

Maria Morais Professora Anadia, Portugal 269

Ambas as possibilidades estão corretas. A escolha de uma ou outra posição está dependente de regras de cortesia ou de outra natureza.

A colocação do pronome eu em último lugar pode ficar a dever-se a uma regra de cortesia, que procura evitar uma atitude de imodéstia:

(1) «A Maria, a Rita e eu fizemos este trabalho.»

No entanto, esta preocupação com a cortesia pode deixar de ser pertinente se uma outra razão pragmática justificar a colocação do pronome eu em primeiro lugar. Cunha e Cintra referem, por exemplo, que o pronome deverá abrir a sequência «se, porém, o que se declara contém algo de desagradável ou importa responsabilidade» (Nova Gramática do Português Contemporâneo. Edições Sá da Costa, p. 289). Os mesmos apresentam como exemplo a frase:

(2) «Eu, Carlos e Augusto fomos os culpados do acidente.» (Ibidem)

Importa ainda referir que a presença do pronome de primeira pessoa condiciona a flexão verbal na primeira pessoa do plural («Eu, Carlos e Augusto» = «Nós»).

Disponha sempre!

Carla Marques
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: pronome
Áreas Linguísticas: Discurso/Texto Campos Linguísticos: Ordem dos constituintes