«Conversa fiada» - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
«Conversa fiada»

Conhece-se a origem da expressão «conversa fiada». Terá a ver com fiar de ficar a dever ou ir fiando um fio de conversa?

Desde já obrigada.

Tatiana do Carmo Técnica de Livro de Contas Edimburgo, Escócia, Reino Unido 42

No Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, da Academia das Ciências de Lisboa (edição de 2001) a expressão «conversa fiada» é atestada com dois sentidos: 1. «Diálogo sem assunto previamente definido ou sem objetivo específico em vista; 2. Discurso que pretende disfarçar a ignorância de quem o produz, ou com que se pretende enganar quem o ouve.»

 

A ideia do logro, do discurso ardiloso, também se regista no Dicionário Houaiss: «que é enganoso, que o objetivo é enganar outrem.»

Quanto ao verbo fiar:

1. Por um lado, tem os significados de «ser o fiador de, abonar, acreditar, confiar: No filho, fiava as suas esperanças.»

  No Dicionário Aurélio, vemos que o verbo provém do latim fidare, por fidere: «Abonar, afiançar, esperar, acreditar, confiar

                Se fiamos num bem, que a mente cria,

                  Que outro remédio há aí senão ser triste?    

                                            Antero de Quental, Sonetos»

 

2. Por outro lado, o verbo fiar provém do latim filare, e que significa fazer tecido ou trama, tecer, urdir.  

 Há, pois, alguma ambiguidade no(s) sentido(s) da expressão conversa fiada, pois tanto se pode ver o sentido de pretender a confiança do outro para lhe estender o ardil, apostando na boa fé de quem ouve e confia, como pode apenas ter o sentido da trama entretecida pelo fio da conversa.

Mas, quer provindo de fidare quer de filare, a expressão acaba por abarcar o sentido de tecer uma conversa/trama cujo objetivo é ganhar a confiança do destinatário. 

Maria Eugénia Alves
Áreas Linguísticas: Semântica Campos Linguísticos: Atestação/Significado de palavras