Análise sintática de «andar às voltas» - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Análise sintática de «andar às voltas»

Gostaria de saber se «às voltas» poderia ser considerado nalgum contexto predicativo do sujeito, nomeadamente na frase «A Maria anda às voltas», e o verbo ser considerado copulativo, como em «A Maria anda doente», ou se o grupo preposicional é um complemento oblíquo e o verbo é transitivo indireto.

Muito obrigada pela atenção.

Ana Vaz Professora Almada, Portugal 9K

No Dicionário Gramatical de Verbos Portugueses (Lisboa, Texto Editores, 2007), andar surge como verbo principal, podendo ser transitivo direto («Ele andou 100 metros») ou transitivo indireto, com complemento oblíquo: «Ele anda a cavalo»; «A Terra anda à volta do Sol»; «Eles andam na apanha da azeitona.» Enquanto copulativo, o verbo, se for seguido das preposições com ou em, ou de adjetivo, é apresentado no mesmo dicionário como tendo valor próximo de estar: «Vê-se mesmo que andas com saudades da família»; «A casa anda em obras.» Também lhe é associado, enquanto copulativo, o valor próximo de usar, se as preposições subsequentes forem com ou de: «Os estagiários andam sempre com calças de fazenda»; «A sogra não gosta de andar de saltos altos.»

O caso apresentado não tem, como bem sugere a consulente, uma análise inequívoca. Há três possibilidades de análise:

a) considerar «andar às voltas» como um todo, porque é uma expressão idiomática;

b) partir do princípio de que andar é um verbo transitivo indireto, sendo «às voltas» um complemento oblíquo; com esta interpretação a expressão pode ter um sentido literal: «Andei meia hora às voltas antes de estacionar o carro»;

c) ou, aceitando que «anda às voltas» é equivalente a «anda perdida» ou «está à procura de alguma coisa», diremos que «às voltas» é um predicativo.

Sobre esta última análise, observe-se que o verbo andar, enquanto copulativo, é apresentado na Gramática do Português, da Fundação Calouste Gulbenkian, como veiculando informação relativa a um estado episódico (pp. 1305 e 1312), o que, creio, acontece na expressão «andar às voltas», se lhe atribuirmos o sentido de «andar perdida». Por outro lado, analisando o que se diz no dicionário citado acima, a expressão «andar às voltas», com o sentido que lhe estamos a atribuir aqui, tem valor de estar: «Ela esteve todo o dia às voltas com o assunto.»

A possibilidade de optar por uma das três possibilidades que apresentamos advirá em grande parte do contexto em que a expressão se insira…

Edite Prada
Classe de Palavras: verbo