Dez palavras que Portugal deu aos ingleses - O nosso idioma - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Início Português na 1.ª pessoa O nosso idioma Artigo
Dez palavras que Portugal deu aos ingleses
Dez palavras que Portugal deu aos ingleses
Alguns lusismos da língua inglesa

«São bem vividas, as palavras!»

 

Sabemos todos quantas palavras andamos a roubar aos ingleses – mas hoje deu-me para virar o jogo ao contrário: então e que palavras demos nós à língua deles?

Ainda são umas quantas – embora, na verdade, não tenhamos exportado assim tantas nos últimos tempos. Seja como for, na época em que portugueses e ingleses andavam aos encontrões pelo mundo, o inglês lá nos veio buscar muitas palavras.

Não é nada de admirar: o inglês é língua sem grande pudor em engolir palavras de todas as línguas que encontra pelo caminho – e de lhes deixar em troca muitas mais, como sabemos.

Escolhi dez, só como exemplo…

1. Auto-da-fé

Sabemos que, nisto da (pouco) Santa Inquisição, os espanhóis ficaram com a primazia – não é em vão que se tem um Torquemada. Aliás, a definição no dicionário onde fui verificar esta palavra é clara: o auto-da-fé é a «queima de heréticos pela Inquisição espanhola».

No entanto, a palavra inglesa para designar esses lúgubres espectáculos de queima pública de condenados veio mesmo do português

Enfim, esta é uma palavra inglesa de origem portuguesa que nos pode embaraçar, o que nos leva a outra das palavras inglesas de origem ibérica…

2. Embarrass

Já sabemos que esta palavra nos embaraça muito em espanhol – onde uma mulher embaraçada até pode ficar muito feliz…

Os ingleses, por seu turno, vieram cá roubar a palavra e não lhe mudaram o significado.

O que talvez embarace algumas pessoas é admitir o seu…

3. Fetish

Quem diria?… O fetish inglês veio do fétiche francês – que por sua vez veio do feitiço português!

Curiosamente, o fétiche francês foi devolvido à proveniência portuguesa, com outro significado

Digamos que esta é uma palavra bem portuguesa que emigrou para a França e voltou com sotaque – e, entretanto, teve um filho que foi viver para Inglaterra… São bem vividas, as palavras!

4. Lingo

Esta é a palavra que os ingleses usam para designar uma língua ou dialecto estrangeiro: «I don’t speak the lingo.»

A frase acima terá um sabor parecido com a nossa frase «Não sei falar estrangeiro.»

Ora, lingo vem – com toda a probabilidade – da palavra lingoa, a forma como escrevíamos língua há uns séculos…

5. Marmalade

Pois oferecemos a palavra marmelada aos ingleses…

A nossa palavra é baseada no marmelo — e, como nestas coisas ninguém parece inventar nada, fomos buscar esse nome ao grego: melímelon (diz a Infopédia).

6. Mosquito

No fundo, é uma pequena mosca, um mosquito, e assim ficou em português, em inglês – e em espanhol…

Diga-se que há muitas palavras cuja origem ibérica se torna difusa: tanto podem ser de origem portuguesa como espanhola.

Aqui, aquele ito no fim faz-me desconfiar dum certo sabor castelhano. Mas os dicionários ingleses dizem que veio do espanhol e do português – quem sou eu para duvidar?

7. Palaver

A palavra inglesa para «palavreado» vem da nossa palavra para «palavra» (e assim criei uma espécie de trava-línguas).

Será que os ingleses nos achavam muito palavrosos? Talvez. Não faz mal: é curioso ver a nossa palavra assim transfigurada…

8. Sargasso

A palavra para «sargaço», em inglês, é sargasso – isto das cedilhas não é com os ingleses.

Uma confissão: a palavra faz-me sempre sonhar com o título Wide Sargasso Sea, de Jean Rhys

9. Verandah

Neste caso, a língua inglesa copiou a nossa palavra, mas deu-lhe um twist: a verandah inglesa é o nosso alpendre.

Não faz mal: as palavras viajam e, pelo caminho, mudam de personalidade. Acontece a todos!

10. Zebra

A nossa amiga zebra é portuguesa, dizem. Quer dizer, não será portuguesa, que por cá não há assim tantos exemplares da espécie, mas o nome que os ingleses lhe dão veio da nossa língua, que andou por aí a explorar o mundo e a descobrir animais…

 (Crónica publicada no Sapo 24. Algumas destas palavras já tinham aparecido noutro artigo deste site. Note-se que a origem de palavras como zebra é um pouco difícil de confirmar: será de origem ibérica, mas não há certezas quanto à língua ibérica a partir da qual chegaram ao inglês.)

Fonte

Crónica que o professor universitário e tradutor Marco Neves publicou no portal Sapo 24 e no blogue Certas Palavras (3/02/2018).

Sobre o autor