Marco Neves - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Textos publicados pelo autor
Os 12 erros mais irritantes do português
Escolhidos pelos leitores do autor

Ao preparar o seu último livro , o tradutor Marco Neves pediu aos leitores da página onde publica textos sobre a língua para lhe dizerem quais são as palavras mais belas da língua, mas também as mais feias e ... os erros mais irritantes. Teve centenas de respostas, resumidas aqui em 12.

Viagem a bordo do S português
História de uma letra

Uma discussão com um dos seus filhos, levou o tradutor e professor universitário Marco Neves a investigar a origem da letra s. Um texto que este autor publicou no seu blogue Certas Palavras em 29 de janeiro de 2020 (mantém-se a ortografia original, a qual é anterior ao Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990).

Qual é a língua mais antiga do mundo?
Continuidade e mudança linguísticas

«Qual é a língua mais antiga do mundo?» – é a pergunta que intitula e desencadeia as considerações que o tradutor, escritor e professor universitário Marco Neves escreveu no blogue Certas Palavras (02/08/2018) e mais tarde incluiu num livro de sua autoria, Palavras que o Português Deu ao Mundo: Viagens por Sete Mares e 80 Línguas, editado em 2019 (ver apresentação na Montra de Livros; manteve-se a ortografia do original transcrito, que não segue o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990).

E se falássemos todos a mesma língua?
Teríamos um um mundo mais pacífico?

«As diferenças entre línguas – escreve nesta crónica* o professor universitário e tradutor português  Marco Neves – picam a criatividade humana de maneira diferente. Só para dar um exemplo muito nosso: Camões nunca teria escrito Os Lusíadas noutra língua, pois o ritmo, o vocabulário e as rimas da nossa língua levaram-no por certos caminhos. No fim, criada a obra, pôde ser traduzida para as outras línguas. É apenas um exemplo, mas um exemplo que mostra como a diversidade linguística enriquece todas as culturas, através da faísca criativa do contacto entre línguas — e ainda através da tradução, que traz obras criadas numa língua, com a sua maneira de levar os falantes a dizer certas coisas, para as outras línguas. (...)»

Quem inventou o nosso alfabeto?
As origens das letras com que escrevemos o português

Longa história têm as letras com que se constrói a escrita. Provavelmente inventada pelos Sumérios, na antiga Mesopotâmia, terá sido, no entanto, a partir dos hieróglifos usados pelos Egípcios que os Fenícios souberam criar um conjunto de sinais que estão na base de grande parte dos alfabetos usados no mundo. Os Gregos deram o seu contributo com a criação de signos claramente vocálicos, e os Romanos definiram a forma da maioria das letras com que se escrevem muitas línguas contemporâneas, entre elas, claro, o português. Mas outras letras foram surgindo, como conta o tradutor e professor universitário Marco Neves no seu blogue Certas Palavras, num texto publicado em 13 de setembro de 2019, que a seguir se transcreve com a devida vénia (manteve-se a ortografia, anterior à do Acordo Ortográfico de 1990; todas as imagens provêm do original aqui transcrito).