O nosso idioma - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Início Português na 1.ª pessoa O nosso idioma Toponímia
Textos de investigação/reflexão sobre língua portuguesa.
A pluralização dos nomes próprios
O caso dos topónimos

A pluralização de «as Marias, os Miguéis, os Antónios» é possível, em português, mas quanto a topónimos – «as Lisboas, os Portos, as Angras do Heroísmo» – será também possível? E qual a intenção subjacente a esta pluralização dos topónimos? A estas perguntas pretende dar resposta a consultora Sara Mourato, neste texto em que analisa a intenção de pluralização do nome de cidades num discurso do presidente da República português. 

A origem indígena dos nomes dos municípios brasileiros
A toponímia do Brasil

Uma infografia sobre a origem indígena de vários nomes dos municípios brasileiros publicada em 15 de abril de 2022 no jornal digital Nexo.

 

<i>Portugal</i>, <i>Canadá</i> e <i>Califórnias</i> de aquém-mar
Três notas de toponomástica

A propósito do livro Factos Escondidos da História de Portugal – O que Os Compêndios Não Nos Dizem (Lisboa, Oficina do Livro, 2021), do jornalista José Gomes Ferreira, apresentam-se três comentários à etimologia de três nomes geográficos – Portugal, Canadá e Califórnia. Um texto de Carlos Rocha.

Na imagem, a vista para poente na praia da Califórnia, em Sesimbra (fonte: portal da Câmara Municipal de Sesimbra).

 

 

 

 «Póvoa de Varzim» e «Póvoa
Os artigos definidos e alguns topónimos

O nome da cidade de Póvoa de Varzim aparece muitas vezes dito e escrito como "Póvoa do Varzim", uso que encontra pararelo noutros casos da toponímia de Portugal. Um texto de Carlos Rocha sobre os topónimos e a eventualidade de terem o artigo definido associado.

Os nomes da colinas de Lisboa
A toponímia da cidade, da lenda à história
Por Núcleo de Toponímia do Departamento do Património Cultural

«As encostas nem sempre foram sete. Damião de Góis contou cinco e Cristóvão Rodrigues de Oliveira, ambos no séc XVI, contou quatro. Finalmente, Frei Nicolau de Oliveira, no século seguinte, tirou as teimas e fechou a conta em sete (...).»

Sobre as origens míticas do nome de Lisboa e as marcas da conquista cristã na toponímia da cidade,cheia de hagiónimos, este apontamento do Núcleo de Toponímia do Departamento de Património Cultural,da Câmara Municipal de Lisboa, foi originalmente intitulado "A deusa serpente e as colinas de Lisboa".

Publicação datada de 25 de janeiro de 2021 no mural Toponímia de Lisboa, no Facebook. Títulos da responsabilidade do editor do  Ciberdúvidas.

Como se diz <i>Vizela</i> em latim?
Sobre a forma Oculis Calidarum

Diz-se que o nome de Vizela em latim seria Oculis Calidarum. Será mesmo assim? O tradutor e latinista Gonçalo Neves esclarece este caso da toponímia da época romana a norte do Douro, para recordar um aspeto muito importante do funcionamento da língua latina: as declinações, ou seja, a flexão casual de nomes, adjetivos, pronomes e determinantes.

Como se escreve <i>Portugal </i> na China?
... e no Vietname? E na Coreia?

Na continuação da sua viagem, o professor e tradutor Marco Neves explora as diferentes formas de se dizer Portugal em países asiáticos como Vietname, China, Japão e Coreia. Um texto publicado no blogue Certas Palavras no dia 16 de abril de 2020.

 

O texto está escrito de acordo com a norma  ortográfica de 1945. 

Será desconhecimento? Será descaso?
A falta de padronização da toponímia em português

A padronização dos nomes geográficos é uma tarefa valorizada pela Organização das Nações Unidas (ONU), que, para isso, promoveu a realização, de 29 de abril a 3 de maio p.p., da 1.ª sessão do Grupo de Especialistas em Nomes Geográficos das Nações Unidas (UNGEGN). Este encontro também contou com a presença da Divisão dos Países de Língua Portuguesa em Nomes Geográficos (DPLPng), para a qual o Brasil e Moçambique têm dado importantes contributos. Estranha-se, contudo, a inatividade de Portugal e de outros países de língua portuguesa, de modo a capacitar a língua portuguesa a enfrentar a sua internacionalização também no domínio da toponímia. Desta situação preocupante dá conta a linguista Margarita Correia, professora universitária e investigadora do Centro de Estudos de Linguística Geral e Aplicada da Universidade de Coimbra (CELGA-ILTEC), em artigo  publicado no Diário de Notícias no dia  25 de maio de 2019.

<i>Valhadolid</i>
A toponímia espanhola em português

A 30.ª Cimeira Luso-Espanhola, que decorreu na cidade castelhana de Valhadolid, dá o mote para o apontamento que Sara Mourato dedica ao aportuguesamento de alguns topónimos de Espanha.

Mediterrâneo*
Crónica da autora, na sua coluna "Palavras, expressões e algumas irritações", no "Público"

«Nos últimos anos, este mar azul, de águas muito salinas e temperaturas amenas, tem sido notícia não pela geografia física, mas pela geografia humana. Em rigor, desumana.»