Língua poética e patronímicos - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Início Aberturas Abertura
Língua poética e patronímicos
Língua poética e patronímicos
Por Ciberdúvidas da Língua Portuguesa 554

1. A presente atualização traz para o consultório três novas perguntas com um tema comum: a identificação de figuras de estilo no discurso poético em português. Fala-se, assim, de hipálage acerca de um poema de Ricardo Reis, um dos heterónimos de Fernando Pessoa (1988-1935); comenta-se uma enumeração que ocorre em versos de outro heterónimo pessoano, Álvaro de Campos; e, finalmente, recua-se até ao século XVI, ao encontro da anástrofe, da perífrase e da metáfora em versos da obra épica de Luís de Camões (1524?-1580).

2. Qual a origem de muitos apelidos terminados em -es, como Fernandes, Nunes ou Rodrigues? Trata-se de antigos patronímicos, isto é, nomes que, na Idade Média, derivavam do nome paterno; por exemplo, o primeiro rei de Portugal, Afonso Henriques, era (e é) assim chamado porque, além de Afonso, era «filho de Henrique» – o conde D. Henrique (1057?-1112). No Pelourinho, o jornalista português João Querido Manha tece algumas considerações sobre a estranha situação de que é vítima o jogador de futebol Renato Sanches, cujo apelido – um antigo patronímico – anda a ser pronunciado erradamente à espanhola (Sánchez).

3. De entre várias iniciativas que contribuem com a investigação e a reflexão sobre a história da língua portuguesa, salientem-se:

– a palestra do professor universitário e crítico literário galego Isaac Lourido, com o título Das Irmandades da Fala ao Ano Castelao: cem anos de cultura galega moderna, a qual se realiza em 16 de fevereiro p. f., pelas 16h00, na sala polivalente da Universidade Sénior de Almada (trata-se de um evento promovido por esta instituição com a colaboração do Ciberdúvidas; mais informação aqui e nas Notícias);

– o curso Onomástica e Línguas Pré-latinas no Ocidente da Península Ibérica, que o professor galego Carlos Búa Carballo (Universidade de Leipzig) lecionará de 15 a 19 de fevereiro p. f. na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa;

– a conferência internacional O espaço das línguas. A língua portuguesa no mundo do início da Idade Moderna (séculos XV a XVII), que  decorrerá entre 17 e 19 de fevereiro p. f., na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (mais informação).