Votos de Boas-Festas e feliz Ano-Novo
Estou convicta de que, na expressão em epígrafe, Boas-Festas e feliz Ano-Novo se grafam com hífen. No entanto raramente encontro essas palavras escritas como mandam vários dicionários, nomeadamente o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Aqui mesmo no Ciberdúvidas já li os votos de boas festas assim, sem hífen. Afinal, como saudamos correctamente?
Vitália Rodrigues Portugal 1K
Há aqui uma diferençazinha, trazida pelo hífen, que é preciso sentir bem para que não se tenha dúvidas sobre a grafia corre(c)ta daquilo que pretendemos escrever. É a mesma que acontece entre bom dia (sem hífen) e bom-dia (com ele). Quando se deseja um dia bom a alguém, o hífen não tem lugar nessa saudação matinal: «Bom dia, Ana!» «Muito bom dia, sr. Alfredo!» O que é hifenizado é o nome dessa saudação: «O bom-dia do Alfredo é sempre dado com maus modos, não é?»

O mesmo acontece com boas-festas/boas festas. Não se emprega hífen quando se deseja que alguém tenha umas festas felizes, ou um Natal agradável, ou um ano novo cheio de prosperidades: «Boa tarde, Ana, boas férias e boas festas!» O que é hifenizado é o nome dessa saudação: «Por esta altura, é normal as pessoas darem as boas-festas». Repare, por exemplo, que não há nenhuma saudação chamada "feliz-natal", nem "bom-ano-novo". Mas já temos os bons-dias, as boas-tardes, as boas-noites e... as boas-festas.

Com o ano-novo passa-se algo de muito semelhante. Nesta altura, é vulgar desejar às pessoas um feliz ano novo. Mas esta designação, «ano novo», é a mesma que se usa para designar a festa ou a altura da passagem do ano, diferença que na escrita se assinala por meio de hífen. Assim, quando se deseja um «bom ano novo» (sem hífen), deseja-se que os próximos 365 dias que se iniciam em Janeiro sejam muito felizes; quando se deseja um «bom ano-novo», com hífen, deseja-se que essa passagem de ano, ou a festa que a assinala, seja muito agradável.

Despeço-me deixando aqui as minhas boas-festas (com hífen): Boas festas (sem hífen) para todos! etc.