«Rir a bandeiras despregadas» + «de partir o coco a rir» - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
«Rir a bandeiras despregadas» + «de partir o coco a rir»

Qual é a origem das expressões «rir a bandeiras despregadas» e «partir o coco a rir»?

Ana Catarina Pereira Mateus Professora Lisboa, Portugal 7K

1. «Bandeiras despregadas» significa «velas (dos navios) ao vento», «bandeiras desfraldadas» ou «bandeiras ao vento». A expressão «rir a bandeiras despregadas» significa «rir aberta e sinceramente como nos dias de festa». É fácil compreender que as bandeiras podem estar atadas antes dos dias festivos para não se rasgarem. Chegado o dia marcado para a festa, as bandeiras são desatadas para serem agitadas pelo vento.1

2. Quanto à segunda expressão, «partir o coco» – ou, melhor, «de partir o coco» –, transcrevemos o que se regista no livro Puxar a Brasa à Nossa Sardinha:

«No período das Descobertas, os portugueses chamaram coco a um novo fruto que encontraram porque, visto de um certo ângulo, parecia a cara de um monstro imaginário com que se assustava as crianças, uma espécie de bicho-papão - ao qual também se dava o nome de coco. É o que conta o historiador João de Barros nas Décadas da Ásia: "[...] por razão da qual figura, sem ser figura, os nossos lhe chamaram coco, nome imposto pelas mulheres a qualquer coisa, com que querem fazer medo às crianças, o qual nome assim lhe ficou, que ninguém lhe sabe outro [...]." Se o fruto fosse usado para representar o monstro, percebe-se a alegria das crianças quando o coco era partido. Entre as várias interpretações, assim como o coco assustava, a lenda conta que a representação feminina, a coca, ficava atenta às crianças mais desobedientes, à espera que se portassem mal... ficava por isso "à coca". » 

1 É este o registo da expressão «rir a bandeiras despregadas» do Dicionário de Provérbios e Curiosidades, de R. Magalhães Júnior: «É o mesmo que "rir às gargalhadas", abertamente, ruidosamente. Morais assim apresentou a definição: "Rir descobertamente, como quem sai de praça, rendida, e se lhe concede levar a bandeira tendida ou desferida, depregada."»

A. Tavares Louro
Classe de Palavras: locução
Áreas Linguísticas: Etimologia; Léxico Campos Linguísticos: Expressões idiomáticas; Atestação/Significado de palavras