Os termos átono e clítico - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Os termos átono e clítico

 Qual a diferença entre átonos e clíticos?

Alcides Paulo Carpinteiro Luanda, Angola 6K

Os termos átono e clítico são sinónimos na descrição gramatical do português, embora possam corresponder a realidades linguísticas diferentes noutras línguas. Aplicam-se aos pronomes pessoais sem função de sujeito e cuja acentuação se sujeita à da forma verbal a que se ligam: «vi-a», «não o pus na mesa», «dei-lhe a chave», «já lhe falei», «enganou-se», «não se impôs».

Assim, são pronomes átonos porque o valor da sua acentuação depende de outra palavra (um pronome átono não tem acento próprio; por isso, é impossível *«ajuda-"mé"», com acento tónico no pronome me). São clíticos (do grego klíno, «inclinar-se, recostar-se») porque, não tendo acentuação própria, se apoiam nas palavras a que se associam (daí, «ajuda-me», expressão em que o acento tónico está na sílaba ju).

Carlos Rocha
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: pronome
Áreas Linguísticas: Fonética; Sintaxe