Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
O uso dos pronomes pessoais átonos e tónicos

Como se deve dizer ou escrever: «Entre eu e tu não há divergências» ou «Entre mim e ti não há divergências»?

Fernando Gaspar Técnico Lisboa, Portugal 1K

A tradição gramatical aconselha o emprego das formas oblíquas tónicas*  depois da preposição entre.

Exemplo: «Que diferença há entre mim e um fidalgo qualquer?» (Luís de Sttau Monteiro, Felizmente há luar!)

Na linguagem coloquial predomina, porém, a construção com as formas retas (eu, tuele, ela, nós, vós, eles, elas), construção que se vai insinuando na linguagem literária:

                             «Entre eu e tu,

                             tão profundo é o contrato,

                             que não pode haver disputa.» (José Régio, As Encruzilhadas de Deus**)

Assim, ambas as propostas feitas pelo consulente estão corretas.

 

Quanto à acentuação, nos pronomes pessoais distinguem-se as formas átonas (me, te, o, a, lhe, nos, vos, lhes, os, as, lhes) e as tónicas (mim, comigo, ti, contigo, ele, ela, nós, connosco, vós, convosco, eles, elas).

** in Nova Gramática do Português Contemporâneo, Celso Cunha e Lindley Cintra

Maria Eugénia Alves
Tema: Classes de palavras Classe de Palavras: pronome