Mesóclise de formas contraídas do pronome pessoal - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Mesóclise de formas contraídas do pronome pessoal

A minha questão prende-se com a ordem da mesóclise dupla, por exemplo nas expressões «A Joana dar-vo-la-ia.» ou «A Joana dá-la-vos-ia.» A Gramática de Lindey Cintra parece sugerir que apenas a primeira forma está correta, mas não há qualquer teoria que sustente essa sugestão. Será que me podem ajudar?

Jorge Clemente Moura da Costa Docente Funchal, Portugal 2K

Segundo a Gramática de Português, de Maria Regina Rocha, a regra é a seguinte:

«Os pronomes pessoais, nas formas de complemento direto e indireto, contraem-se numa única forma quando se encontram em contacto.

Ex.: Limpei a casa à tua mãe → limpei-lha (lhe+a)

        Podes entregar-me os livros amanhã → Podes entregar-mos amanhã (me+os)

        Ele mostrou-vos os jogos → ele mostrou-vo-los (vos+os

 

Pode concluir-se que a colocação do pronome pessoal na forma de complemento indireto antecede o da forma de complemento direto.

Assim, só a frase «A Joana dar-vo-la-ia.» está correta.

 

Nota: os constituintes a roxo, complemento direto; a verde, complemento indireto

Maria Eugénia Alves
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: pronome