Figuras de estilo: anástrofe/hipérbato - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Figuras de estilo: anástrofe/hipérbato

   Não sei bem se é aqui que devo perguntar. Vou tentar. Estive a ler a vossa informação sobre figuras de estilo e continuo com uma dúvida antiga: Como distinguir a anástrofe do hipérbato? Acho que ambas são alterações da ordem lógica/gramatical da frase, não? O que há nestes versos de Ricardo Reis?
   "Prefiro rosas, meu amor, à pátria
   E antes magnólias amo
   Que a glória e a virtude."
   Muito obrigada.

Ana Sofia Lemos Estudante Faro, Portugal 19K

   Anástrofe aplica-se só à inversão da ordem natural das palavras, ao passo que hipérbato(n) tem sentido mais lato, pois também para a inversão da ordem habitual das frases. Rigorosamente é esta a diferença. Nos versos apontados, por isso, vejo o emprego da figura de estilo denominada anástrofe.

F. V. Peixoto da Fonseca