Determinantes e pronomes possessivos seu/dele - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Determinantes e pronomes possessivos seu/dele

Sou estudante universitária do curso de Português e Francês e tenho uma dúvida relativa à utilização dos pronomes possessivos «seu» e «dele». Quando estudei latim, aprendi que estes pronomes são utilizados em contextos diferentes, por exemplo «o seu pai» e «o pai dele» são frases que são proferidas pelos falantes como tendo o mesmo significado mas que, realmente, não o têm. Todavia, ao procurar na Gramática do Português Contemporâneo, não vejo nenhuma referência a este aspecto. Pedia, por isso, um esclarecimento, de forma a poder falar melhor português.

Desde já muito obrigada.

Isabel Furtado Portugal 4K

«O seu pai» é o mesmo que «o pai dele», mas a segunda forma é mais corrente. «O seu pai», por outro lado, também quer dizer «o pai do senhor» (com quem se fala), dado que hoje não se usa vosso só para uma pessoa; isto é, se falarmos com dois irmãos é que está certo dizer «o vosso pai», ou, com um casal, «o vosso filho».

 

N. E. (4/04/2019) – Na pergunta, parte-se do princípio que dele é um pronome possessivo como seu, o que não é verdade. As formas seu, sua, seus, suas são efetivamente pronomes e determinantes possessivos de 3.ª pessoa, mas dele, dela, deles, delas são grupos preposicionais formados pela preposição de e pelos pronomes pessoais de 3.ª pessoa ele, ela, eles, elas. Como se explica na resposta, estes grupos preposicionais podem exprimir um valor possessivo e ocorrem sobretudo no singular, para evitar a ambiguidade criada pelo uso de seu e sua, que, além de serem possessivos da 3.ª pessoa do singular, muitas vezes se referem à pessoa com quem se fala e, por isso, se associam às formas de tratamento você e o senhor/a senhora.

F. V. Peixoto da Fonseca
Classe de Palavras: pronome
Áreas Linguísticas: Morfologia; Sintaxe