Ainda à volta da palavra latina media - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Ainda à volta da palavra latina media

Gostava de saber se a palavra latina medium pode ser empregada no género feminino, como veio há dia sem título de um jornal (Correio da Manhã):

«Polícia britânica contratou ‘medium’ inglesa para participar na investigação [sobre o paradeiro da menina inglesa raptada na Praia da Luz, no Algarve].»

A minha dúvida é: sendo feminina a palavra original latina no (julgo eu…), no singular, “médium”, é legítimo aquela frase, no feminino («… “médium” inglesa…»)?

Já agora: tenho visto já o aportuguesamento de (os) “media” (significando os meios de comunicação social), com acento: (os) média. Aqui no Ciberdúvidas sempre se combateu isto (tal como a forma adoptada no Brasil a mídia).

Obrigado.

João Carlos Amorim Lisboa, Portugal 4K

Médium representa o latim medium, «intermediário», e é um substantivo masculino que se usa para as pessoas de ambos os sexos. Portanto, não é legítimo aplicar-lhe um adjectivo no feminino.

Mesmo quem diga media, acentuando o e e com valor de plural, não pode usar o acento gráfico, porque está a usar um plural neutro latino, media, cujo singular é medĭu-, «meio». A pronúncia “mídia” é a imitação da que lhe dão os ingleses. 

N.E. – No Brasil, impôs-se o neologismo (a) mídia.

F. V. Peixoto da Fonseca
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: substantivo