A regência do verbo introduzir - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A regência do verbo introduzir

Qual a preposição que rege o verbo introduzir? Quem introduz... introduz algo em algo. Parece, pois, que a preposição será em. No entanto, escreve-se sempre «Introdução à História», «Introdução ao Direito», e coisas semelhantes, como se a preposição fosse a.

Em minha opinião, a forma correcta seria «Introdução na História», etc. Acontece que isto seria escrever contra o uso actual da língua. Pergunto, pois, qual é, do ponto de vista puramente gramatical, a forma correcta, sabendo que o uso consagrou a forma com a preposição a.

Muito obrigado.

Pedro Alves Professor Lisboa, Portugal 11K

O verbo introduzir rege a preposição em. No entanto, os nomes formados a partir de verbos não têm necessariamente a mesma regência que esses verbos. Dizemos «A China invadiu o Tibete», mas não dizemos «A invasão o Tibete pela China», uma vez que o verbo invadir é transitivo directo, mas o nome invasão rege a preposição de.

Além disso, os nomes, tal como os verbos e os adjectivos, não têm sempre uma regência única. As palavras com que o termo regente se combina dependem do sentido que aquele toma.

O nome introdução não tem apenas um sentido, mas vários. Quando significa «acção de introduzir», rege a preposição em. Contudo, significando «princípios essenciais de uma ciência ou matéria», rege a preposição a.

Assim, apenas a construção «Introdução à História» se poderá considerar correcta.

Eva Arim
Classe de Palavras: substantivo