A origem da expressão «tem que ver» - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A origem da expressão «tem que ver»

Vi no vosso site que «tem que ver» é a expressão correcta, dado que «tem a ver» usa a sintaxe francesa. No entanto, não encontrei uma explicação sobre a origem da expressão «tem que ver», ou seja, o que é que a expressão está a abreviar. Porque é que se usa o que e não o a?

Miguel Arroz Eng. informático Lisboa, Portugal 1K

Se qualquer das expressões «ter a ver» (e eu acrescentaria com) ou «ter que ver com» for colocada na negativa, vemos que há necessidade de inserir o indefinido nada:

a) «Não ter nada a/que ver com...»

Poderemos considerar que aquele que terá tido, em algum momento, expresso um antecedente indefinido, como algo, alguma coisa, formando frases do tipo «Este assunto tem algo que ver com aquele», podendo este facto ser um argumento a favor dos que defendem como única forma adequada a forma «ter que ver com», sendo que analisado como um pronome relativo sem antecedente.

Para mais informação sobre este assunto, poderá consultar as respostas: Ainda à volta do ter a ver/ter que ver/ter a haver e De novo o ter que ver/ter a ver/ter a haver, etc.

Edite Prada
Tema: Uso e norma
Áreas Linguísticas: Léxico; Sintaxe