Sobre a natureza fonológica da ortografia portuguesa - O nosso idioma - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Início Português na 1.ª pessoa O nosso idioma Artigo
Sobre a natureza fonológica da ortografia portuguesa

Resumo

O presente texto tem como objectivo argumentar sobre a natureza fonológica da ortografia portuguesa e, com base nesta afirmação, discutir a simplificação desta ortografia, simplificação que tem sido a finalidade de várias reformas e de algumas tentativas de acordo entre Portugal e o Brasil. A discussão das questões fonológicas é precedida a) de uma referência aos problemas suscitados pela proposta de acordo datada de 1986, e b) de um resumido excurso histórico baseado em gramáticas portuguesas, com início nas gramáticas quinhentistas.

Ler artigo integral.

Sobre a autora

Maria Helena Mira Mateus nasceu em Carcavelos (Cascais) em 1931. Linguista portuguesa, foi professora catedrática na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Fundadora do Instituto de Linguística Teórica e Computacional (ILTEC), de que foi presidente entre 2005 a 2013. Destacou-se na área da Fonologia Portuguesa, publicando Aspetos da Fonologia Portuguesa (1975), Fonética, Fonologia e Morfologia do Português (1991) e, com Ernesto de Andrade, The Phonology of Portuguese (2000). Em 2018 piblicou o seu livro de memórias, Uma Vida Cheia de Palavras. Colaborou ativamente em publicações, projetos, manuais e encontros científicos sobre a metodologia do ensino da língua portuguesa, tendo coordenado a edição de Uma política de língua para o Português (2002). Também coautora da importante obra de referência Gramática da Língua Portuguesa, desde a primeira edição de 1983 até à última edição revista e aumentada, de 2003, do Dicionário de Termos Linguísticos (Volume I de 1990 e volume II de 1992) e de A Língua Portuguesa — Teoria, Aplicação e Investigação (2014), entre vários livros e artigos  incluídos e revistas portuguesas e estrangeiras. Foi presidente da Associação de Professores de Português (1978-80), vice-reitora da Universidade de Lisboa (1986-89) e diretora da Revista Internacional de Língua Portuguesa (1987- 2000). Foi ainda presidente da Associação Portuguesa de Linguística. Mais informação sobre a autora e a sua obra aqui e aqui.