Estrangeirismos nos jornais - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Estrangeirismos nos jornais

Na edição de 28 de Abril de 2008, o jornal económico OJE publicou no seu interior um suplemento dedicado ao emprego e formação. Nas páginas centrais desse mesmo suplemento havia duas páginas dedicadas a ofertas de emprego em que de todas elas (oito ofertas) apenas uma apresentava o título da promoção da oferta de trabalho em língua portuguesa.

Gostaria de saber o seguinte: se é legal a utilização de estrangeirismos quando existem termos equivalentes em língua portuguesa; se existe algum organismo público para o qual possamos reclamar deste abuso.

José Mariano Marques Lisboa — Portugal 1K

Não é ilegal, mas o consulente pode alertar, em Portugal:

a) a secção comercial do jornal em que os anúncios em causa são publicados;

b) as entidades que abranjam quer a comunicação social quer a regulamentação e a oferta do trabalho, ou seja, na data em que esta resposta é elaborada, pelo menos, a Entidade Reguladora para a Comunicação Social e o Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social.

Carlos Rocha