Sobre formas de tratamento iniciadas por Sua - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Sobre formas de tratamento iniciadas por Sua

Como podem os pronomes de tratamento iniciados por Sua, tal como Sua Excelência, ser de segunda pessoa, se, ao utilizarmo-los, estamos «falando sobre», e não «falando com»? Não deveriam os encabeçados por Sua ser de terceira pessoa do discurso, já que são o assunto ou o referente?

Aguardo resposta.

Fernando Pestana Estudante Rio de Janeiro, Brasil 3K

Na língua latina, a segunda pessoa do singular era usada para qualquer interlocutor qualquer que fosse a sua categoria, e a segunda pessoa do plural era usada para vários interlocutores. Ao longo dos tempos, a segunda pessoa do plural passou também a ser usada para um só interlocutor considerado de categoria superior. Esta evolução é evidente na língua francesa, em que o interlocutor com o qual não temos intimidade é tratado na segunda pessoa do plural (vous).

Porém, no português europeu, o interlocutor desconhecido ou com o qual se faz alguma deferência é tratado na terceira pessoa do singular1. O uso da terceira pessoa é uma forma de delicadeza, porque nos colocamos a maior distância da pessoa que nomeamos.

Contudo, é preciso distinguir entre Vossa Excelência e Sua Excelência, como adverte Evanildo Bechara, na sua Moderna Gramática Portuguesa (2002, pág.166):

«Emprega-se Vossa Alteza [e demais (formas de reverência)] quando 2.ª pessoa, isto é, em relação a quem falamos; emprega-se Sua Alteza [e demais (formas de reverência)] quando 3.ª pessoa, isto é, em relação à de quem falamos».

Por isso, quando nos dirigimos ao Presidente da República, dizemos: «Vossa Excelência anunciou... comunicou... esclareceu etc.». Mas, quando nos referimos a ele, diremos: «Sua Excelência, o Presidente da República, anunciou... comunicou... esclareceu... etc.»

1 No Brasil, a forma de tratamento de segunda pessoa do singular, de uso corrente, é você, usada geralmente com formas verbais e possessivos da terceira pessoa do singular.

A. Tavares Louro
Tema: Formas de tratamento Classe de Palavras: verbo