Sigla, acrónimo, abreviatura, abreviação, redução - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Sigla, acrónimo, abreviatura, abreviação, redução

Encontro-me a fazer um estudo sobre o uso das siglas no vocabulário económico. A consulta das vossas respostas a questões associadas a este fenómeno linguístico e afins não solucionou as minhas dúvidas, uma vez que me pareceu que também aqui se confunde sigla com acrónimo e abreviatura com abreviação. Por exemplo, dá-se como exemplo de sigla ONU mas quando se fala em acrónimo dá-se o mesmo exemplo. Diz-se que abreviatura e abreviação são sinónimos, mas de facto o primeiro refere-se à redução de palavras na escrita e o segundo à sua redução na fala. Os linguistas falam ainda de redução como um fenómeno distinto de abreviatura e abreviação, na minha opinião a redução será um processo que designa os fenómenos de abreviação e abreviatura, mas que designará ainda outros processos de redução dadas as diferentes definições que recolhi. A par destes fenómenos surgem ainda a braquigrafia e o símbolo. A braquigrafia aparece definida como o termo que designa os fenómenos de abreviatura e de acrografia, sendo a acrografia definida como a grafia das letras iniciais de um termo complexo que formam em conjunto um nome próprio. No entanto, as siglas também formam nomes próprios a partir das iniciais de um dado conjunto de elementos. O símbolo, por seu lado, é atribuído à representação de uma noção por meio de letras, números, pictogramas ou da sua combinação. Há ainda quem diga tratar-se de um signo arbitrário como o símbolo usado para a indicação de parágrafo. Assim, poderemos considerar I&D (Investigação e Desenvolvimento)como uma sigla simbólica? E, pronunciando-se NASDAQ como uma palavra, poderíamos considerar NASDAQ 100 como um acrónimo simbólico? As minhas questões prendem-se sobretudo com as definições apresentadas no Dicionário de Termos Linguísticos (vol.2) das Edições Cosmos e a partir daí as que fui lendo em diversos artigos dedicados ao assunto. Gostaria de saber a vossa opinião sobre a distinção entre os termos sigla, acrónimo, abreviatura, abreviação, redução, braquigrafia, acografia e símbolo.
Obrigada.

Susana Martins Professora Caparica, Portugal 25K

Procurei os termos em vários dicionários de língua portuguesa, pelo que as definições que apresento são uma resenha de tudo o que encontrei. Espero conseguir esclarecê-la.
Abreviação – acto ou efeito de abreviar; abreviatura. (Segundo o Dicionário da Academia das Ciências e o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa)
Abreviatura – representação de uma palavra ou expressão com menos letras do que as da sua grafia normal, sendo obrigatória a rematação com ponto (sinal da abreviação). Ex: V. Exa. (por Vossa Excelência).
Acrografia – o mesmo que sigla.
Acrónimo – palavra formada pela inicial ou por mais de uma letra de cada um dos segmentos sucessivos de uma locução, ou pela maioria destas partes, ex: Nasdaq.
Braquigrafia – (braqui_ é um elemento de formação do grego, que exprime a noção de curto, breve) arte ou processo de escrever por abreviaturas; escrita abreviada (engloba a acrografia e a abreviatura).
Redução – transformação de uma palavra noutra mais pequena, ex: Metro é a redução de Metropolitano.
Sigla – letra inicial ou sinal gráfico usado como abreviatura; letras iniciais que funcionam como abreviatura de uma ou mais palavras.
Símbolo – elemento utilizado na notação das abstracções anteriores à realização morfológica e fonológica, ex.: SN e SV são símbolos categoriais do Sintagma Nominal e do Sintagma Verbal.

 CfA Folha, Boletim da língua portuguesa nas instituições europeias

Maria Amélia Dória