Grávida e prenhe - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Grávida e prenhe

Deve utilizar-se o termo grávida para a mulher e prenhe para as outras fêmeas, ou pode utilizar-se grávida para qualquer fêmea?

José Sebastião Menezes Gestor Lisboa, Portugal 15K

Segundo o Grande Dicionário da Língua Portuguesa de José Pedro Machado, grávido significa «que está no estado de gravidez, prenhe, pejado» e «carregado, muito cheio pesado». Estas acepções levariam a crer que grávida é o mesmo que prenhe.

Mas não é bem assim: dicionários recentes como o Houaiss e o da Academia das Ciências de Lisboa acolhem grávida numa entrada própria, definindo a palavra como «mulher em estado de gravidez». Em contrapartida, no dicionário da Academia das Ciências de Lisboa, surgem prenhe e a sua variante popular prenha como termos que designam a pessoa ou o ser «que se encontra em estado de gravidez ou de prenhez». Pela sua parte, o Dicionário Houaiss só regist[r]a prenhe, cujo significado aqui relevante é «que está em período de gestação (diz-se ger. de fêmea de animal); pejado, grávido».

Em Portugal, só num regist[r]o arcaico ou popular é que prenhe e grávida têm como mesmo referente a mulher em estado de gravidez. Noutros regist[r]os e no português corrrente em geral, uma mulher só pode estar grávida. Quanto à fêmea de qualquer outro animal, emprega-se em princípio prenhe, embora, em seu lugar, se verifique uma certa tendência para usar também grávida.

Carlos Rocha
Classe de Palavras: adjectivo
Áreas Linguísticas: Discurso/Texto; Léxico