Gentílicos de províncias portuguesas - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Gentílicos de províncias portuguesas

Algarvio, beiraltino, duriense, estremenho, minhoto, ribatejano e trasmontano são, respectivamente, os gentílicos das seguintes antigas províncias portuguesas: Algarve, Beira Alta, Douro Litoral, Estremadura, Minho, Ribatejo, Trás-os-Montes e Alto Douro.

Açoriano e madeirense, dos Açores e da Madeira, as quais continuam existindo como entidades de cunho administrativo, territorial e político.

Duriense, todavia, só faz menção à região do Douro, nada dizendo de sua condição litorânea, como seria de se esperar, talvez porque se refira a uma região chamada de Douro, anterior no tempo a Douro Litoral, mais recente. Este é a razão pela qual tenho dúvidas a respeito deste gentílico.

Trasmontano tem como variante transmontano. As duas formas parecem, no entanto, referir-se apenas a Trás-os-Montes, pois nada há nele que lembre o Alto Douro, motivo pelo qual eu estou inseguro quanto a estes dois pátrios também.

Quanto aos gentílicos das regiões da Beira Baixa, Beira Litoral, Alto Alentejo, Baixo Alentejo, nada sei. Quais seriam eles?

Beirão e alentejano parecem referir-se às regiões da Beira e do Alentejo, antes da sua divisão em cinco províncias.

Por favor, os esclarecimentos do mais sábio dos sítios da Web, quando o assunto é a nossa língua portuguesa.

Muito obrigado.

Ney de Castro Mesquita Sobrinho Vendedor Campo Grande, Brasil 3K

Os gentílicos que enumera estão correctos, mas cabe aqui fazer breves comentários, com base no Vocabulário da Língua Portuguesa (1966), de Rebelo Gonçalves, que regista as formas seguintes:

a) baixo-duriense, que pode ser usado em referência ao Douro Litoral

b) alto-duriense, relativo ao Alto Douro;

c) alto-beirão, relativo à Beira Alta (o Dicionário Houaiss regista beiraltino);

d) baixo-beirão, relativo à Beira Baixa;

e) alto-alentejano, relativo ao Alto Alentejo;

f) baixo-alentejano, relativo ao Baixo Alentejo.

Note que, para a Beira Litoral, não há designação especial e que, a respeito das Beiras, se usa simplesmente beirão. Já para a região do Douro, costuma-se empregar duriense mais como gentílico correspondente à região vinhateira do Alto Douro (que abrange a sul terras que já pertencem à Beira Alta), embora a palavra se aplique a qualquer natural ou residente das regiões ribeirinhas do Douro. Finalmente, em Portugal, usa-se sobretudo trasmontano em referência a Trás-os-Montes, embora alguns dicionários (Dicionário Houaiss) remetam essa forma para transmontano, que também é corrente.

Carlos Rocha
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: substantivo