As novas letras do alfabeto k, w e y, outra vez - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
As novas letras do alfabeto k, w e y, outra vez

O novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, datado de 1990, passou a incluir no alfabeto oficial da língua portuguesa as letras, até aqui não utilizadas, k, w e y, alterando o alfabeto de 23 para 26 letras oficiais. Eu gostaria que os senhores me pudessem explicar apenas três coisas: qual o nome oficial destas novas letras, aquando do seu soletramento, a classificação quanto ao tipo destas mesmas letras (vogais, ou consoantes), e qual o som que produzem no aparelho fonador humano (exemplo: as letras b e p são letras bilabiais, uma vez que é preciso fechar os dois lábios para estas mesmas letras poderem ser pronunciadas). Não sei se me estou a fazer entender correctamente.

Agradecido pelo esclarecimento possível.

Paulo Alexandre dos Santos Silva Desempregado Viana do Castelo, Portugal 4K

O k continua a chamar-se capa ou , o w passou a dáblio, «tradicionalmente também grafado dâblio e designado duplo vê», e o y chama-se ípsilon, como já igualmente se dizia, «também designado tradicionalmente por i grego».

Em harmonia com o actual Acordo Ortográfico, usam-se em nomes próprios e seus derivados, por exemplo, Kant e kantismo, ou Wagner e wagneriano (valendo de v), ou Darwin e darwinismo (aqui com o valor de u), em unidades monetárias (kuanza e yuan, por exemplo), em símbolos de uso internacional (K = potássio; kelvin, Yd = jarde, Dy = disprósio; etc), em topónimos e derivados (Washington, washingtoniano; Wellington, wellingtoniano), em desportos e desportistas (windsurfe, windsurfista). O k é consoante, o w é vocálico quando vale de u e consonântico quando de v, e o y é vocálico.

Isto, é claro, em português.

F. V. Peixoto da Fonseca