A expressão «sem ais nem uis» - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A expressão «sem ais nem uis»

Gostaria de conhecer o significado da expressão «sem ais nem uis» e de saber se é de uso corrente ou não. Aproveito para perguntar se a expressão se deve colocar sempre entre aspas, independentemente do contexto em que surge.

Obrigado.

Francisco Neves Estudante universitário Porto, Portugal 42

 As interjeições ai ui, entre outras aceções, podem usar-se quando exclamamos de dor, sofrimento ou em protesto. Assim, a expressão, de uso corrente e aceitável, «sem ai nem ui» – ou, no plural, «sem ais nem uis» – tem o significado de «sem expressar sofrimento ou sem protestar». São exemplos (Corpus do Português, de Mark Davies):

(1) «Em todas as crianças, os dentes põem abalo a romper, como o senhor sabe. Pois neste vieram, sem ai nem ui! » (Júlio Dantas, Os Galos de Apolo, 1927)

(2) «Ainda lhe deitei o cajado, mas ora, o pego enguliu-o sem dizer ai nem ui, como aqui o meu Farropo engole os tassalhos de pão que lhe eu jogo.» (Aquilino Ribeiro, Terras do Demo, 1919)

Esta expressão, à semelhança de outras expressões idiomáticas, não tem de ocorrer entre aspas, uma vez que o seu significado está atestado e é, em principio, reconhecida pela maioria dos falantes. 

Sara Mourato
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: interjeição
Áreas Linguísticas: Léxico; Semântica Campos Linguísticos: Expressões idiomáticas; Atestação/Significado de palavras