A distinção entre pronomes e advérbios - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A distinção entre pronomes e advérbios

Solicito a vossa ajuda no sentido de esclarecer como posso distinguir morfologicamente as seguintes palavras:

muito: será um advérbio de quantidade, ou um pronome indefinido?

como: é um pronome interrogativo, mas também pode ser um advérbio interrogativo?

Como posso distinguir estes e alguns outros pronomes de advérbios?

Agradeço uma resposta célere a fim de preparar estes conteúdos gramaticais convenientemente para os leccionar ainda neste período.

Muito obrigada!

Susana Marques Professora do 3.º ciclo Odivelas, Portugal 18K

A principal característica de um advérbio é a sua invariabilidade. Observem-se as seguintes frases:

(1) «Estas construções são muito antigas.»

(2) «Os atletas treinaram muito

Como podemos verificar, todas as palavras que compõem esta frase encontram-se no plural, excepto a palavra muito. Neste caso, estamos perante um advérbio de quantidade, pois não há variação em género e em número.

Observem-se agora os exemplos seguintes:

(3) «A Leonor trouxe muitas revistas.»

(4) «Os seus colegas também trouxeram muitas

Neste caso, já verificamos uma variação em género e número da palavra muito, em concordância com o nome «revistas». Estamos, portanto, perante um indefinido.

Na frase (3), trata-se de um determinante indefinido, pois precede um nome; na frase (4), trata-se de um pronome indefinido, pois substitui o nome «revistas».

Para além desta propriedade morfológica — variação em género e número do muito indefinido vs. não variação do muito advérbio —, podemos evidenciar um aspecto sintáctico: muito, enquanto advérbio, quantifica um adjectivo (frase 1), um verbo (frase 2) ou outro advérbio (ex.: muito bem), e por isso ocorre sempre junto a estes elementos; muito, enquanto determinante indefinido precede sempre um nome (frase 3).

Em relação à palavra como, sugiro que veja a resposta Advérbios interrogativos e pronomes interrogativos, na qual se apresenta uma distinção entre estas duas classes gramaticais.

Disponha sempre!

Nota: A distinção feita entre muito indefinido e muito advérbio é válida para qualquer outra palavra que pertença a estas duas classes gramaticais.

Sandra Duarte Tavares