A colocação do quantificador mais com nomes e pronomes - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A colocação do quantificador mais com nomes e pronomes

Tanto faz dizer em português? Refiro-me à colocação do advérbio de quantidade mais em relação ao pronome indefinido algo, alguma coisa, um, "ninguém", etc.

Exemplo 1: «Quero mais uma taça de vinho.»/«Quero uma taça mais de vinho.»

Exemplo 2. «Quer algo mais?»/«Quer alguma coisa mais?»/«Quer mais algo?» / «Quer mais alguma coisa?»

Exemplo 3. «Quero mais um beijo de você.»/«Quero um mais...»

Exemplo 4. «Não quero ver mais ninguém.»/«Não quero ver ninguém mais.»

Obrigado pela ajuda!

Gabriel Mario Psicólogo Wilde, Argentina 437

Quando ocorre junto de um nome ou pronome, mais funciona como um quantificador. Quando surge junto de adjetivos ou de advérbios, mais é um advérbio. Em qualquer destas situações, e do ponto de vista normativo, mais coloca-se à esquerda da palavra que especifica1:

 (1) «Quero mais uma taça de vinho.»

(2) «Quer mais alguma coisa?»

(3) «Quero mais um beijo seu.»

(4) «Não quero ver mais ninguém.»

Quando se combina com um verbo, mais coloca-se à sua direita:

(5) «Não como mais

Disponha sempre!

 

1. cf. Raposo et al., Gramática do português. Fundação Calouste Gulbenkian, pp. 1657-1658.

Carla Marques
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: advérbio