Mais Pares Difíceis da Língua Portuguesa - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Mais Pares Difíceis da Língua Portuguesa
Sandra Duarte Tavares e Sara de Almeida Leite
Editorial Planeta, Lisboa, 2017 2K

Dois anos depois de um primeiro livro sobre parónimos da língua portuguesa, Sandra Duarte Tavares e Sara de Almeida Leite desenvolvem neste novo volume mais 270 «pares difíceis» – e quantas vezes traiçoeiros – para o falante mais desprevenido. Por exemplo: qual a diferença de significado entre as palavras conceção e concessão? E em que contextos devemos usar os verbos avaliar e avalizar, ou os adjetivos lesado e lesionado? Esses são alguns dos pares difíceis da língua portuguesa cujas diferenças de sentido este livro procura esclarecer.

 «Pares difíceis», como lhes chamam muito apropriadamente as autoras, são palavras parónimas, ou seja, palavras com grafia e sonoridade muito semelhantes, mas com significados diferentes - tornando-se, por esse motivo, muitas vezes difícil utilizá-las de forma correta e adequada em todos os contextos.

«Esta segunda série – como se lhe refere Sandra Duarte Tavares – segue a mesma orientação do primeiro volume: de forma concisa e objetiva, não só explicita a diferença de significado entre certos pares de palavras que, a priori, parecem simples e até sinónimos (por exemplo, contagiar e contaminarruim e ruinososensível e sensitivo), como também elucida as diferenças de sentido entre outros vocábulos, menos usados em linguagem corrente, mas nem por isso menos suscetíveis de causarem confusão.» É o caso, entre muitos outros, de basílico e basilisco, de delapidar e lapidar, ou de ideográfico e idiográfico.

A estrutura da obra, com a chancela da Editorial Planeta (Lisboa), foi concebida para permitir uma leitura contínua, de lazer, mas também de modo a facilitar o procedimento de consultas pontuais sobre  dúvidas momentâneas. Em ambos os casos, contribuindo para aumentar e aperfeiçoar o conhecimento lexical dos seus leitores.

Cf10 pares difíceis da língua portuguesa

 

J.M.C.