Repetição de letras em siglas e abreviaturas - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Repetição de letras em siglas e abreviaturas

Um de meus professores, de notável saber jurídico, afirmou que nas siglas não é permitida a repetição de letras, por exemplo: CNBB, CEFAAN. No entanto, não consigo encontrar autor que trate da matéria.

Por favor me ajude.

Ribeiro Filho Advogado Petrópolis, Brasil 6K

É estranho o seu professor dizer isso, porque basta lembrar BBC (British Broadcasting Corporation), como exemplo em língua estrangeira, e UFF (Universidade Federal Fluminense), para dar um exemplo brasileiro. Pergunto-me se não estará ele antes a referir-se às abreviaturas e à possibilidade de dobrar letras para marcar um plural: por exemplo, em espanhol, "EE. UU." é uma abreviatura, e não uma sigla, de «Estados Unidos».1 Esta abreviatura não é usada em português, língua em que se prefere a sigla EUA (= «Estados Unidos da América»), sem repetição das letras e e u. No entanto, em português, há outras palavras e expressões no plural que têm abreviaturas com letras dobradas; p.ex., AA., abreviatura de «autores» (Magnus Bergström e Neves Reis, Prontuário Ortográfico e Guia da Língua Portuguesa, 48.ª edição, Lisboa, Casa das Letras, pág. 96).

1 «En abreviaturas formadas por una sola letra, el plural se expresa duplicando esta: ss. por siguientes, EE. UU. por Estados Unidos.» (= «Em abreviaturas formadas por uma só letra, duplica-se esta para expressar o plural: ss. por siguientes, EE. UU. por Estados Unidos»; Diccionario Panhispánico de Dudas, disponível no sítio da Real Academia Espanhola).

Carlos Rocha
Tema: Uso e norma