Opá, epá - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Opá, epá

Na imprensa escrita e, sobretudo, nas redes sociais, cada vez mais vemos as expressões “eh, pá”, “oh, pá”/”ó pá” escritas numa só palavra: “epá”, “opá” e até “épa” e “ópa”, quando não com dois acentos. 

Terá isto alguma razão? Será um modismo, ignorância ou estas palavras existem mesmo? É que hoje li, no Observador, datado de 14.5.2017, o seguinte: 

«Luiz Pacheco recorda-se desse dia, 1 de Maio de 1962:

"Era um 1.º de Maio. Havia uma manifestação muito grande em Lisboa… havia greve, talvez… opá houve mortos e tudo, houve polícias que foram parar dentro do Lago do Rossio (…)"».

Tentei procurar se o Ciberdúvidas já tinha publicado algo sobre isto, mas nada encontrei. 

Muito obrigado.

João Nogueira da Costa Almada, Portugal 1K

As formas epá, opá e afins não se encontram registadas nos dicionários consultados, inclusive o da Academia, nem no VOLP (Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa).

No entanto, eh pá! e ó pá! aparecem no Dicionário Infopédia, com grafias diferentes e, consequentemente, intenções diferentes, veiculadas pelas diferentes interjeições: enquanto eh transmite estados vários, tais como admiração, surpresa, incitamento, etc., ó é apenas a usada para o chamamento.

As formas epá e opá serão uma opção estilística, neologismos usados por vários autores, numa lógica facilitadora do uso da linguagem.

Maria Eugénia Alves
Tema: Classes de palavras Classe de Palavras: interjeição
Áreas Linguísticas: Gramática Campos Linguísticos: Atestação/Significado de palavras